Agentes de endemias encontram grande quantidade de larvas do mosquito da dengue em Panambi

0
40
Mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão dos vírus da dengue, febre chikungunya e Zika

A Secretaria Municipal da Saúde de Panambi está preocupada com o surgimento em grande escala de focos da larva do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya.
Embora, nos últimos dias, nenhuma pessoa tenha sido contaminada com a dengue, os agentes de endemias encontraram nesta semana, dezenas de focos da larva, em praticamente todos os bairros da cidade.A informação é da coordenadora de Endemias da Secretaria da Saúde, Carla Schimuneck em entrevista ao Programa Café da Tarde na Sulbrasileira.
Neste ano, Panambi registrou 23 pessoas contaminadas pela Dengue em 2020. Todas as 23 já estão recuperadas.
A Secretaria da Saúde lembra que a principal forma de combater a doença é evitar o acúmulo de água parada em depósitos. Recomenda que, pelo menos, uma vez na semana, seja feita a verificação da existência desses criadouros no ambiente doméstico e no trabalho com o objetivo de eliminar o perigo.
Em áreas domésticas, outras formas de combater o mosquito são limpar o pratinho de plantas pelo menos uma vez por semana, ou enchê-lo com areia; manter garrafas e vasilhas com a boca virada para baixo, evitando juntar água; colocar o lixo dentro da lixeira e mantê-la tampada; nunca deixar água acumular em pneus, deixando-os em locais cobertos; além de manter tampados: tanques, barris, tonéis, cacimbas, poços e tudo que possa acumular água.