Agentes de endemias estão preocupados com o aumento dos focos do mosquito da dengue

0
38

Texto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Panambi

Equipes tem encontrado grande quantidade de larvas do mosquito em Panambi

A Administração Municipal de Panambi tem realizado diversas campanhas publicitárias com o objetivo de conscientizar sobre os perigos do inseto, bem como, orientar a população no combate aos criadouros do mosquito.

Mas os agentes de endemias estão preocupados com o surgimento de muitos focos com larva do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya, e que tem contribuído para o aumento no número de casos.

Os agentes de endemias encontraram, nas últimas semanas, dezenas de focos da larva, em praticamente todos os bairros da cidade.

Com isso a Secretaria Municipal de Saúde, volta a reforçar a importância do trabalho em conjunto da comunidade no combate à dengue e na eliminação do focos.

Eliminar os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do mosquito Aedes aegypti – é rápido e fácil.

A população não pode esquecer de tampar os tonéis e caixas d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia, manter lixeiras bem tampadas e ralos limpos e com aplicação de tela, além de manter lonas para materiais de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água.

“O mosquito é um vilão, mas o maior vilão é o cidadão que deixa, por exemplo, a água ficar empoçada. O trabalho das agentes in loco são ferramentas fundamentais para conscientizarmos a população sobre a importância do combate ao mosquito, mas é preciso que a comunidade também faça a sua parte” comenta a coordenadora de Endemias da Secretaria de Saúde, Carla Schimuneck.

“Trabalhar a dengue durante a pandemia tem sido um desafio muito grande, pois temos que enfrentar dois inimigos ao mesmo tempo. Não podemos relaxar, pois sabemos o quanto esse momento é importante, estamos intensificando nossas ações e realizando mutirões de limpeza e eliminação do focos do mosquito, mas precisamos do apoio e conscientização da população, cada um fazendo a sua parte”, conclui Carla.