Após cirurgia de 27 horas, médicos brasileiros separam gêmeos siameses unidos pela cabeça

0
207

Gêmeos brasileiros de três anos que nasceram unidos pela cabeça foram separados após passarem por uma cirurgia de 27 horas no Brasil. Eles foram considerados os gêmeos craniópagos (unidos pelo crânio) mais velhos a serem separados. Arthur e Bernardo Lima nasceram em uma zona rural do Norte do Brasil, em 2018, e compartilhavam parte do cérebro e de uma veia principal que leva o sangue de volta ao coração.

Os gêmeos foram submetidos a diversas operações no Rio de Janeiro sob a direção do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer e da organização Gemini Untwined no Reino Unido. “Com quase quatro anos e cérebros fundidos, este foi o nosso caso mais complexo até hoje”, afirmou a instituição britânica, em seu site.

A Gemini Untwined ainda reitera que um em cada 60 mil nascimentos resulta em gêmeos siameses, mas apenas 5% deles são unidos pela cabeça. Após vários meses de pesquisa, preparação e uso de projeções de realidade virtual dos gêmeos com base em tomografias e ressonâncias magnéticas, os bebês foram separados em uma cirurgia considerada pelos médicos bem-sucedida. Logo depois da operação, os irmãos ficaram deitados em uma cama de frente um para o outro pela primeira vez. Em breve, eles começarão uma reabilitação de seis meses no hospital. 

Fonte: RD Foco / Foto: Gemini Untwined