Após deixar corrida presidencial, Eduardo Leite deve disputar governo do Rio Grande do Sul

0
112

Depois de sair da corrida presidencial, o ex-governador Eduardo Leite (PSDB) afirmou a interlocutores que deve entrar na disputa pelo governo gaúcho a fim de retornar ao Palácio Piratini.

A tentativa de voltar ao governo estadual passa a ser vista como o caminho natural depois que Leite divulgou carta na semana passada na qual afirmava que o ex-governador João Doria é o pré-candidato do PSDB.

Em março, mesmo derrotado por Doria nas prévias que escolheram o pré-candidato do PSDB a presidente da República, Leite renunciou ao governo do Rio Grande do Sul e passou a percorrer o País e a fazer contatos políticos.

Com o desempenho insatisfatório de Doria nas pesquisas eleitorais, parte das lideranças tucanas defendia o nome de Leite – apesar o resultado das prévias – como candidato do partido a presidente. O ex-governador chegou a cogitar a filiação ao PSD para disputar a Presidência.

Nesta quarta-feira (27), ele retorna para Porto Alegre e deve mergulhar numa agenda intensa pelo interior do Rio Grande do Sul. E deve iniciar as articulações para tentar voltar ao governo gaúcho.

Aliados acreditam que o fato de ele ter deixado o governo facilita o discurso de que não usará a máquina pública para se beneficiar na campanha. Isso porque, na eleição de 2018, Leite anunciou que não disputaria a reeleição.

Fonte: Jornal o Sul