Brigada Militar inclui mais de 800 novos soldados

0
21

Mais de 800 novos soldados foram incluídos pela Brigada Militar e iniciam a formação nesta segunda-feira, 15 de março. De terça a quinta-feira (9 a 11 de março), os novos militares estaduais passaram pela última etapa do concurso de nível médio da Instituição, e estão aptos a iniciar o curso que os habilitará a exercer a função de soldado.

Uma enorme estrutura foi montada no complexo do Departamento de Ensino da Brigada Militar, em Porto Alegre, para atender cerca de 840 candidatos de todas as regiões do RS e também de outros estados da federação.

Além de mobilizar servidores dos departamentos de Ensino, Saúde, Administrativo e Logística e Patrimônio da Instituição, a estrutura montada para essa inclusão não teve precedentes pois, em virtude da pandemia, foi necessária a utilização de grandes espaços e controle rígido de acesso (somente o candidato pôde ingressar ao local, verificação de temperatura, higienização obrigatória das mãos na entrada e etapas, agendamento e escalonamento de horários evitando aglomerações), dentre outras medidas.

Os candidatos entregaram a documentação da sindicância da vida pregressa, foram incluídos no sistemas da Instituição, entregaram o resultado do exame toxicológico, escolheram os locais onde realizarão seu curso de formação, foram medidos para verificação de tamanho de fardamentos e coletes balísticos, e passaram por um teste rápido de anticorpos (que detecta se o indivíduo teve contato com o coronavírus).

A candidata Mayra Rodrigues, 28 anos, de Rio Grande, disse estar muito feliz e realizada por estar ingressando na Brigada Militar. “Foram dias de ansiedade e lutas pra realizar todas as etapas, mas hoje me sinto uma vitoriosa”, destacou.

O curso de formação será realizado nas cidades de Porto Alegre, Montenegro, Santa Maria, Osório, Rio Pardo e Santa Rosa. Após mais de 1.600 horas de instrução, os novos policiais estarão aptos ao emprego no policiamento ostensivo.

O diretor de Ensino da BM, Tenente-Coronel Marcus Vinicius Gonçalves Oliveira, destacou o esforço institucional para a manutenção dos processos de inclusão e formação dos profissionais de segurança pública, importante linha de frente não só no próprio combate ao vírus em si, por meio dos serviços de saúde, mas também enquanto garantidores da tranquilidade pública que permite a outros profissionais essenciais à continuidade do seu trabalho. “A Brigada Militar continua personificando a presença do Estado e sendo importante no contexto social e de sofrimento que tem assolado a todos nós; a continuidade do nosso trabalho é garantia de continuidade de diversas frentes dos serviços públicos”, disse.

O oficial ainda ressaltou que não haverá prejuízo na qualidade da formação necessária à execução do serviço policial militar.