Brigada Militar realizou mais de 57 mil prisões em 2020

0
28

O Comando da Brigada Militar realizou um balanço quantitativo de ações que foram realizadas durante o ano de 2020. São os indicadores de produtividade que demonstram em números o empenho da Corporação em ser uma polícia ativa e que atua, sobretudo, para prevenir e coibir crimes e proteger a sociedade de variadas formas.

Cabe salientar que o ano de 2020 foi atípico no mundo todo em razão da pandemia da Covid-19. Por momentos, parte do mundo parou, mas, infelizmente, o crime não para, e a Brigada Militar seguiu e segue atuando para garantir a segurança da sociedade gaúcha.

Ao total foram atendidas mais de 800 mil ocorrências. A soma total chegou a 800.229 e esse número convertido em dias é o mesmo que 2.186 ocorrências atendidas a cada 24 horas pelos policiais militares nos 497 municípios em que a BM atua. Em comparativo com o balanço de produtividade de 2019, foram atendidas 87.444 ocorrências a mais em 2020 que no ano anterior.

A Brigada Militar realizou 57.264 prisões em flagrante, o que corresponde a uma média de 156 prisões por dia. Os dados referentes aos foragidos também foram divulgados: em 2020, 7.712 foragidos foram recapturados pela BM, ou seja, cerca de 21 por dia.

Os Policiais Militares retiraram das ruas no RS o total de 5.603 armas de fogo. Se considerar as armas brancas e armas impróprias (quando um instrumento não foi criado com a intenção de ser uma arma mas acaba sendo utilizado para cometimento de prática delitiva como, por exemplo, a faca de cozinha), o total de armas apreendidas chegou a 10.728. Esse número corresponde a uma média de 29 armas (de fogo, brancas ou impróprias) apreendidas a cada 24 horas.

Mais de quatro milhões de abordagens foram realizadas durante todo ano. O número exato chegou a 4.259.590 e é importante destacar que nas abordagens cotidianas, além de prevenir delitos, são recapturados foragidos do sistema prisional, identificadas pessoas que constam como desaparecidas, presos indivíduos com drogas ou armas, entre outras situações.

O número de drogas apreendidas manteve a mesma média do ano anterior. Mais de onze toneladas de drogas, chegando ao total de 11.360.413,00 entre maconha, cocaína, crack, drogas sintéticas e outras ilegais. 

Foram fiscalizados mais de dois milhões de veículos e 7.015 carros roubados/ furtados foram recuperados. E os números não param por aí. Além das ações realizadas pós cometimento dos crimes, a BM atua com fortes estratégias de prevenção. Veja a seguir mais dados que efetivam o policiamento preventivo da Corporação:

Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, foram realizadas 214 aulas do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) entre outras atividades virtuais, como o “Fala Proerd” que levou reflexões sobre o uso de drogas e de cometimento de atos de violência por meio das redes sociais institucionais.

As Patrulhas Escolares e do Policiamento Ostensivo geral da BM visitaram 36.140 escolas privadas e públicas.

Ações fundamentais com o incremento significativo de Patrulhas Maria da Penha (PMP) possibilitaram a prisão de 156 pessoas descumprindo as Medidas Protetivas de Urgência.

Ainda neste assunto, as Patrulhas Maria da Penha da BM, que inclusive foram as pioneiras no país, realizaram 43.143 visitas às vítimas e cadastraram novas 18.259 mulheres que passam a contar com o apoio das PMP para garantir que não voltem a sofrer violência.

Os dados divulgados acima fazem parte da base do Sistema AVANTE da BM e são o reflexo e resultado de ações de repressão qualificada ao crime com operações especiais: como a Angico (que diminuiu o roubo à bancos significativamente em 2020), a Hórus (que coíbe crimes transfronteiriços) e do policiamento ostensivo cotidiano. O policiamento comunitário que aproxima e envolve nas decisões e medidas os Policiais Militares e a comunidade, as Patrulhas Maria da Penha que ampliam a proteção às vítimas de violência doméstica, o Proerd atuando desde a infância para afastar as crianças das drogas e violência são exemplos de prevenção criminal. Ambos os eixos de atuação (repressão e prevenção) seguem as diretrizes do Comando-Geral, percorrendo os comandos intermediários até os comandos locais da instituição, mobilizando os Brigadianos e Brigadianas para atingimento dos resultados destacados acima e entre outras tantas ações da Brigada Militar.

Todo este empenho e resultados demonstram que a BM, com apoio da população gaúcha, enaltece uma de suas frases mais evocadas, reafirmando “que 24 horas por dia, nos 7 dias da semana, sua segurança é o que nos move.”

Indicadores de produtividade 2020
Indicadores de produtividade 2020 – Foto: BM