Chile anuncia plano de emergência ante possível racionamento de água

0
48

Governador de Santiago mencionou seca de 12 anos

O Chile anunciou nesta segunda-feira um plano de racionamento de água para Santiago caso seja necessário, devido a uma seca que se arrasta há mais de uma década. “Temos uma seca de 12 anos, portanto há muitas possibilidades de termos esse tipo de situação (racionamento)”, disse o governador de Santiago ao apresentar o plano, que estabelece quatro etapas em função da emergência.

O “Alerta Verde”, o primeiro, enfatiza o cuidado com a água e o incentivo para economizá-la, e prioriza o uso de águas subterrâneas. Em seguida, vêm os estados de “Alerta Precoce Preventivo” e “Amarelo”, que estipulam a redução da pressão da água, enquanto o racionamento de água é aplicado quando o “Alerta Vermelho” é decretado.

Caso sejam aplicados cortes no abastecimento de água, eles serão “rotativos”, ou seja, um setor por vez, e por até 24 horas, explicaram as autoridades. O programa abrange 142.613 domicílios abastecidos pelo rio Mapocho, que corta a cidade de leste a oeste, e outros 1.545.000 que são abastecidos pelo rio Maipo, que alimenta as comunas do sul da cidade, onde vivem 7,1 milhões de habitantes.

O plano entraria em vigor caso as autoridades decretassem o racionamento, cenário que depende das eventuais chuvas de inverno, mas que o presidente Gabriel Boric citou como possível.

Fonte: Correio do Povo