Conecte-se conosco

Destaque APP

Copom reduz juros básicos da economia para 13,25% ao ano

Publicado em

em

Essa é primeira vez que BC diminui Taxa Selic em três anos.

A forte queda da inflação fez o Banco Central (BC) cortar os juros pela primeira vez em três anos. Por 5 votos a 4, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic, juros básicos da economia, em 0,5 ponto percentual, para 13,25% ao ano. A decisão surpreendeu o mercado financeiro, que esperava um corte de 0,25 ponto.

Votaram por uma redução de 0,5 ponto percentual o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e os diretores Ailton de Aquino Santos (Fiscalização), Carolina de Assis Barros (Administração), Gabriel Galípolo (Política Monetária) e Otávio Damaso (Regulação).  Votaram pelo corte de 0,25 ponto percentual os diretores Diogo Guillen (Política Econômica), Fernanda Guardado (Assuntos Internacionais), Maurício Costa de Moura (Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta) e Renato Dias Gomes (Organização do Sistema Financeiro).

O voto de desempate, portanto, coube a Campos Neto. Em comunicado, o Copom informou que a queda da inflação possibilitou a redução nos juros. “O comitê avalia que a melhora do quadro inflacionário, refletindo em parte os impactos defasados da política monetária, aliada à queda das expectativas de inflação para prazos mais longos, após decisão recente do Conselho Monetário Nacional sobre a meta para a inflação, permitiram acumular a confiança necessária para iniciar um ciclo gradual de flexibilização monetária”, destacou o texto.

O Copom também informou que os membros do colegiado preveem, por unanimidade, cortes de 0,5 ponto nas próximas reuniões. Segundo o comunicado, o órgão avalia que esse será o ritmo adequado para manter a política monetária contracionista (juros que desestimulam a economia) necessária para controlar a inflação.

A última vez em que o BC tinha reduzido a Selic foi em agosto de 2020, quando a taxa caiu de 2,25% para 2% ao ano. Depois disso, o Copom elevou a Selic por 12 vezes consecutivas, num ciclo que começou em meio à alta dos preços de alimentos, de energia e de combustíveis, e, a partir de agosto do ano passado, manteve a taxa em 13,75% ao ano por sete vezes seguidas.

Antes do início do ciclo de alta, a Selic tinha sido reduzida para 2% ao ano, no nível mais baixo da série histórica iniciada em 1986. Por causa da contração econômica gerada pela pandemia de covid-19, o Banco Central tinha derrubado a taxa para estimular a produção e o consumo. A taxa ficou no menor patamar da história de agosto de 2020 a março de 2021.

Inflação

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em junho, o indicador ficou negativo em 0,08% e acumula 3,16% em 12 meses . Nos últimos dois meses, a inflação vem caindo por causa dos alimentos e dos combustíveis.

O índice fechou o ano passado acima do teto da meta de inflação. Para 2023, o Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou meta de inflação de 3,25%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. O IPCA, portanto, não podia superar 4,75% nem ficar abaixo de 1,75% neste ano.

No Relatório de Inflação divulgado no fim de junho pelo Banco Central, a autoridade monetária estimava que o IPCA fecharia 2023 em 5% no cenário base. A projeção, no entanto, pode ser revista para baixo na nova versão do relatório, que será divulgada no fim de setembro.

As previsões do mercado estão mais otimistas que as oficiais. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo BC, a inflação oficial deverá fechar o ano em 4,84%. Há um mês, as estimativas do mercado estavam em 4,98%.

Crédito mais caro

A redução da taxa Selic ajuda a estimular a economia. Isso porque juros mais baixos barateiam o crédito e incentivam a produção e o consumo. Por outro lado, taxas mais baixas dificultam o controle da inflação. No último Relatório de Inflação, o Banco Central projetava crescimento de 2% para a economia em 2023.

O mercado projeta crescimento maior, principalmente após a divulgação de que o Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas) cresceu 1,9% no primeiro trimestre . Segundo a última edição do boletim Focus, os analistas econômicos preveem expansão de 2,24% do PIB em 2023.

A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o Banco Central segura o excesso de demanda que pressiona os preços, porque juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Ao reduzir os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas enfraquece o controle da inflação. Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de subir.

Edição: Marcelo Brandão

Foto: Marcelo Cassal – Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque APP

Operação Policial resulta em apreensão de drogas e prisão de suspeitos em Santo Ângelo

Publicado em

em

Na tarde desta segunda-feira, 15, uma operação conduzida pelo 7ºRPMon/Santo Ângelo, em colaboração com equipes da Força Tática, desmantelou o tráfico de drogas na região. A ação foi desencadeada após um monitoramento realizado pelo setor de inteligência, resultando na apreensão de uma quantidade expressiva de entorpecentes e na prisão de dois suspeitos. O desenrolar da operação iniciou quando as equipes da Força Tática passaram a acompanhar uma motocicleta suspeita.

Ao perceber a aproximação da viatura, o condutor da motocicleta tentou se desfazer de uma porção de maconha, o que levantou suspeitas e indicou a possível prática de atividades ilícitas. Após a abordagem e identificação do condutor, este confessou ter adquirido a droga de um conhecido, já familiar às autoridades policiais. Com base nas informações obtidas durante a abordagem, as equipes deslocaram-se até a residência do indivíduo. Ao chegarem ao local, o suspeito tentou empreender fuga para o interior da residência, porém foi interceptado pelas autoridades. Durante a tentativa de fuga, o suspeito descartou mais drogas, além de valores em dinheiro e objetos de procedência suspeita.

A revista minuciosa na residência revelou ainda mais drogas, uma quantia significativa em dinheiro, bem como um revólver calibre 32 municiado e objetos utilizados para o tráfico de entorpecentes, como balanças de precisão e materiais para embalagem. A investigação prosseguiu e, de acordo com informações obtidas pelo setor de inteligência, foi identificado que o suspeito guardava mais entorpecentes na residência de sua mãe. Com a devida autorização, os policiais realizaram buscas no local, resultando na descoberta de um grande estoque de drogas, dinheiro e uma arma de fogo.

Os dois suspeitos foram detidos e encaminhados ao Hospital Regional das Missões e posteriormente à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) para os procedimentos legais. Entre os materiais apreendidos estão mais de um quilo de maconha, aproximadamente 48 gramas de crack e 82 gramas de cocaína, além de uma quantia em dinheiro, armas de fogo, equipamentos eletrônicos e outros objetos relacionados ao tráfico de drogas.

Fonte: Redação do Grupo Sepé com informações do 7ºRPMon

Continue lendo

Destaque APP

INSS alerta que não usa intermediário para liberar salário-maternidade

Publicado em

em

“Sites e redes sociais que oferecem facilidades e mesmo se apresentam como canais para conseguir o salário-maternidade não são canais oficiais e devem ser vistos com desconfiança”, diz nota | Foto ilustrativa: Unsplash

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou alerta para sites e páginas em redes sociais que se apresentam como canais para conseguir o salário-maternidade. O instituto informa que não usa intermediários para a concessão do benefício. Para solicitar o salário-maternidade, basta acessar o aplicativo ou site do INSS ou a Central de Atendimento 135.

O serviço é gratuito, ou seja, não são cobradas multas ou valores adiantados para liberação do auxílio.

“Nos casos que as seguradas necessitem de auxílio de terceiros, a recomendação do INSS é para que busquem auxílio de um (a) advogado (a) devidamente registrado (a) na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ou Defensoria Pública, sendo esta uma alternativa para as pessoas que não têm condições financeiras para contratar um advogado. O objetivo é evitar que seguradas caiam em golpe de pessoa que se apresente como advogado (a), mas não é”, diz a nota do INSS.

O instituto lembra que não devem ser fornecidos dados pessoais – CPF, nome, data de nascimento – a estranhos ou em sites desconhecidos.

“Sites e redes sociais que oferecem facilidades e mesmo se apresentam como canais para conseguir o salário-maternidade não são canais oficiais e devem ser vistos com desconfiança, pois podem representar risco à segurança de dados do cidadão. O INSS não utiliza intermediários para a concessão deste benefício e nem cobra multas ou valores adiantados para que o salário-maternidade seja liberado”, ressalta o comunicado.

Fonte: Correio do Povo

Continue lendo

Destaque APP

PRF prende homem armado que tentou fugir da abordagem em Sarandi

Publicado em

em

Motorista tem diversas passagens pela polícia e estava com a família, incluindo uma menina de 1 ano

Na noite desta segunda-feira (15), a Polícia Rodoviária Federal prendeu o motorista de um Fiesta por porte ilegal de arma de fogo. Ele tentou fugir da abordagem em alta velocidade. A ação ocorreu na BR 386 em Sarandi.

Durante ação de fiscalização voltada a combate ao crime, Policiais Rodoviários Federais deram ordem de parada para um Fiesta com placas de Barão/RS. O motorista desobedeceu a abordagem e acelerou o veículo, tentando fugir. Ele foi perseguido por alguns quilômetros até que foi bloqueado pelas viaturas e parou.

O motorista era um homem de 30 anos, morador de Cruzeiro do Sul/RS. Junto com ele, estavam no carro a mulher e 04 filhos do casal: duas meninas, uma de 1 ano e outra de 10, e dois meninos, de 7 e 13 anos. Em revista ao veículo foi encontrado um revólver calibre 38 e 17 munições.

O motorista já possuía passagem pelo presídio e diversas ocorrências policiais, por crimes como furto, receptação, roubo, abigeato, porte ilegal de arma e tentativa de homicídio.

Ele foi preso e encaminhado à polícia judiciária para registro da ocorrência. A arma e as munições foram apreendidas.

Fonte: Imprensa PRF Sarandi

Continue lendo