Estado recebe mais de 360 mil doses da vacina contra a Covid-19

0
63

O Ministério da Saúde confirmou o envio de nova remessa de vacinas contra a Covid-19 para o Rio Grande do Sul. O lote deve chegar na sexta-feira (30).

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, chegarão 353.750 da AstraZeneca (Fiocruz) e 7.200 da CoronaVac (Butantan).

Com a remessa da AstraZeneca, será possível atingir 100% da faixa etária até 60 anos e começar a imunização das pessoas com comorbidades.

No entanto, a quantidade de vacinas da CoronaVac não será o suficiente para garantir a continuidade da aplicação da 2ª dose às pessoas vacinas no final de março.

De acordo com o Governo do Estado, faltam mais de 260 mil doses da vacina produzida pelo Instituto Butantan para os municípios. Destas, 40.470 doses para concluir o esquema vacinal de idosos que receberam doses da remessa distribuída no dia 20 de março.

Também há necessidade de 223.400 doses para a 2ª dose dos vacinados com a remessa distribuída no dia 26 de março.

Em debate no Senado, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou sobre a queda da produção da CoronaVac.

“Em relação à nossa vacinação e que tem nos causado certa preocupação é a CoronaVac, a segunda dose. Tem sido um pedido de governadores, de prefeitos, porque se os senhores lembram, cerca de um mês atrás se liberou as segundas doses para que se aplicassem e agora, em face de retardo de insumo vindo da China para o Butantan, há uma dificuldade com essa segunda dose”, afirmou.

Queiroga também atribui o problema a decisão do ex-titular da pasta, general Eduardo Pazuello, de orientar estados e municípios a utilizar as vacinas reservadas à 2ª dose para a 1ª, com a garantia de que não haveria problemas na distribuição.