Família faz campanha para pagar tratamento de jovem ferida em acidente em Panambi

0
45

A tarde do dia 21 de novembro mudou a vida de Jéssica da Silva, 21 anos, e da sua família. Ela e o namorado haviam saído de casa em direção a Alves Klasener 2, na casa da avó da jovem, quando um acidente ocorreu e o veículo no qual os dois estavam bateu contra um barranco na BR-158, no Bairro Pavão.

“Eles não costumavam fazer esse roteiro pela rodovia, e justo nesta vez aconteceu esta fatalidade”, relata o pai de Jéssica, Ailto da Silva (50).

Com o impacto, Jéssica foi ejetada para fora do automóvel, resultando em lesões graves em todo o corpo, especialmente no pulmão e na cabeça.

Devido à gravidade dos ferimentos, a jovem precisou ser transferida do Hospital de Panambi à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Vida & Saúde, em Santa Rosa.

“Antes dela sair para Santa Rosa, os médicos me chamaram e deixaram nós cientes de que se ela ficasse aqui ia morrer. E, mesmo se fosse para Santa Rosa, não poderiam garantir que ela chegaria por vida. Mas nós optados por tentar salvá-la”, afirma o pai.

Iniciou então uma longa jornada, que durou 23 dias. Neste período, Jéssica acabou entrando em coma. “Foi um período bem triste, bastante angustiante”, desabafa o pai.

Atualmente, Jéssica está em casa, sem poder se locomover e não consegue reconhecer familiares e sofre de perda de memória. “Ela consegue apenas mover braços e pernas. Mas o fisioterapeuta acredita que em três ou quatro meses ela estará caminhando. Graças a Deus estamos tendo uma grande vitória e hoje ela está se recuperando. Ainda falta bastante perante as leis do homem, mas parente a Deus falta muito pouco.”

Para poder acompanhar o tratamento da filha, Ailto, que cuida das filhas sozinho há anos, pediu demissão do emprego.

“Se Deus tocar no coração das pessoas e seguirem nos ajudando, seja com orações ou doações, a gente agradece muito. Vamos ter mais custos porque não terá medicamento gratuito. Vão haver custos com terapeuta, fonoaudióloga e muito mais para ela ficar bem.”

Pessoas interessadas em ajudar a Jéssica podem entrar em contato com Ailto pelo telefone (55) 984330779.

Ailto agradece a todos que já ajudaram até o momento. “Espero que Deus dê a todos um excelente Natal.”