Familiares confirmam que corpo encontrado na Transbrasiliana é de jovem que estava desaparecido

0
431

Leonardo Brizola, de 21 anos, estava desaparecido há uma semana e foi reconhecido por uma tatuagem no braço.

Na manhã desta segunda-feira (25), um corpo foi encontrado em um mato às margens da Transbrasiliana, na BR-153, entre Passo Fundo e Coxilha.

Segundo informações obtidas no local pela Reportagem Policial da Rádio Uirapuru, capatazes de uma fazenda estavam verificando a área de plantação e localizaram o corpo. Após isso, a Brigada Militar foi acionada através do 190 e uma guarnição foi até o local.

O corpo foi encontrado após a segunda ponte, na localidade de Entre Rios, divisa de Passo Fundo e Coxilha.

A Polícia Civil através da Delegacia de Pronto Atendimento e Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) estiveram no local para acompanhar o trabalho de perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP). A pessoa, que não havia sido identificada, estava sem roupa e em avançado estado de decomposição.

A Funerária Cogo realizou a remoção do corpo até o Departamento Médico Legal, onde nesta tarde foi realizado a necrópsia e reconhecimento familiar. Trata-se do jovem Leonardo Brizola de 21 anos, morador do Bairro Valinhos.

Durante o trabalho de necrópsia, realizado no Departamento Médico Legal de Passo Fundo, estiveram três familiares do jovem Leonardo Brizola, que estava desaparecido e segundo a identificação realizada por eles, trata-se do corpo do jovem. O Instituto Geral de Perícias ainda não divulgou o resultado oficial.

O desaparecimento:

Na noite do domingo de Páscoa (17), o jovem Leonardo Brizola, de 21 anos, foi raptado no Bairro Valinhos. Conforme informações de um familiar, ele estava em um beco próximo da sua casa quando três homens e uma mulher chegaram em um VW/Polo, vermelho. O grupo desceu do carro e passaram a agredir o jovem.

Testemunhas contaram que ele foi colocado, à força, dentro do carro e levado. No local restou um boné e um calçado que caíram durante a ação. Desde então Leonardo não foi mais visto.

A ocorrência chegou ainda na segunda-feira para a Delegacia de Homicídios, que iniciou a investigação. Durante esses oito dias, diversas diligências foram realizadas para localizar o jovem. Nos últimos dias de investigação e com informações de populares foram concentradas às buscas também na Br Transbrasiliana.

Investigação da Delegacia de Homicídios:

O caso segue em investigação. Após o reconhecimento do corpo, a Delegacia inicia com a tentativa de elucidar todos os fatos, desde o momento do rapto até a localização do corpo.

Fonte: Rádio Uirapuru