Gabinete de Crise emite mais quatro Alertas às regiões Covid

0
61

Após reunião nesta quarta-feira (26/5), o Gabinete de Crise emitiu quatro novos Alertas às regiões Covid do Rio Grande do Sul. A decisão ocorreu na esteira da recomendação do GT Saúde, que também emitiu um novo Aviso. Como o governador Eduardo Leite cumpre agenda em Brasília nesta quarta (26) e quinta-feira (27/5), o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior comandou a reunião.

As regiões de Caxias do Sul, Erechim, Pelotas e Santa Maria receberam Alertas por parte do Gabinete de Crise. Com a notificação aos municípios nesta quarta (26/5) à tarde, passa a valer o prazo de 48 horas para que as quatro regiões apresentem um plano de Ação.

Para as regiões de Bagé e Santa Cruz do Sul, foi enviado um segundo Aviso, além do que receberam na semana passada. A região de Taquara, que ainda não tinha recebido nenhum, se une a essas duas, na medida em que o número de casos está aumentando e houve redução na agilidade da vacinação na região.

No sábado (22/5), as regiões de Capão da Canoa, Guaíba, Novo Hamburgo e Porto Alegre receberam Avisos. Como a situação delas inspira cuidados, seguirão sendo monitoradas pelo GT Saúde. As prefeituras das cidades que pertencem às regiões que receberam Avisos foram informadas pela equipe da Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

Além dos quatro novos Alertas, as regiões de Cruz Alta, Ijuí, Passo Fundo, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Santa Rosa e Uruguaiana ainda inspiram cuidados. Por isso, o Gabinete de Crise manteve o Alerta para elas, que já apresentaram planos de Ação com protocolos que devem estar adaptados à situação epidemiológica de cada uma.

As novas regras definidas pelas regiões já foram implementadas. Na quinta-feira (27/5), o Gabinete de Crise fará uma reunião devolutiva com as regiões para falar sobre as medidas adotadas. Enquanto isso, a situação da pandemia está sendo monitorada em todas as regiões.

Veja os boletins regionais de todas as regiões no site do Sistema 3As de Monitoramento.

ENTENDA OS NOVOS ALERTAS

Observação: a reunião do GT Saúde foi realizada em 25 de maio, portanto, os dados abaixo foram compilados até essa data. Salvo indicação, os dados têm essa data como referência.

MACRORREGIÃO SUL

Pelotas

A região de Pelotas apresentou incidência de 254,1 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 17,8% frente à anterior. Também apresentou taxa de mortalidade acumulada na semana de 8,08 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, alta de 14,5% frente à anterior. É a sexta maior taxa do Estado, sendo 27,1% superior à média estadual.

Além disso, Pelotas apresentou aumento de 12,7% de internados em leitos clínicos, variação de 20 pacientes. Sendo assim, a região tem 177 internados com Covid-19 em leitos clínicos. Em leitos de UTI, houve alta de 6,5% no número de internados, variação de sete pacientes. A região tem 115 internados por Covid-19 em UTIs, o que praticamente representa o máximo atingido de 117 pacientes em 2 de maio. A taxa de ocupação é de 91%, com 18 leitos livres. É um número próximo do maior patamar de internados por Covid-19 na região desde o início da pandemia.

Com o percentual de 9,9%, Pelotas apresenta a quarta menor proporção da população vacinada com segunda dose do Estado.

• Clique aqui para ler o relatório do Alerta emitido pelo Estado para Pelotas.

MACRORREGIÃO SERRA

Caxias do Sul

A região de Caxias do Sul apresentou incidência de 308,5 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 18,7% frente à semana anterior. É a 12ª maior incidência do Estado entre as 21 regiões Covid-19 na última semana, sendo 14,6% superior à média estadual.

Ao longo da última semana, Caxias do Sul apresentou aumento de 7,8% internados em leitos clínicos, uma variação de 29 pacientes. Assim, a região tem 402 internados por Covid-19 em leitos clínicos.

Em leitos de UTI, houve aumento de 7%, variação de 16 pacientes. Com isso, a região tem 243 internados por Covid-19 em UTIs e taxa de ocupação de 88,6%, com 43 leitos livres.

• Clique aqui para ler o relatório do Alerta emitido pelo Estado para Caxias do Sul.

MACRORREGIÃO CENTRO-OESTE

Santa Maria

A região de Santa Maria apresentou incidência de 355,8 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 26,1% frente à semana anterior. É a 9ª maior incidência do Estado entre as 21 regiões Covid-19 na última semana, sendo 32,1% superior à média estadual.

Além disso, Santa Maria apresentou taxa de mortalidade acumulada de 9,11 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 6,3% frente à semana anterior. É a quarta maior taxa de mortalidade recente do Estado entre as 21 regiões Covid-19 na última semana, sendo 43,4% superior à média estadual.

Ao longo da última semana, Santa Maria apresentou elevação de 10,7% internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, variação de 23 pacientes. Com isso, a região tem 238 internados por Covid-19 em leitos clínicos. Em leitos de UTI, a região apresentou aumento de 3,1% na última semana, uma variação de quatro pacientes. Sendo assim, a região tem 134 internados por Covid-19 em UTIs e taxa de ocupação de 84,7%, com 32 leitos livres. Entre a reunião do GT Saúde e a deliberação do Gabinete de Crise, o número de internados subiu para 139 (86,1%).

Além disso, o percentual de vacinação na região é 8,5%, a menor proporção da população vacinada com 2ª dose no Estado.

• Clique aqui para ler o relatório do Alerta emitido pelo Estado para Santa Maria.

MACRORREGIÃO NORTE

Erechim

A região de Erechim apresentou incidência de 306,1 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 24,2% frente à anterior.

Também apresentou taxa de mortalidade acumulada na semana de 4,72 óbitos por 100 mil habitantes na última semana, um aumento de 175,0% frente à anterior.

Além disso, houve um aumento de 44,6% de internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, o que representa uma variação de 25 pacientes. Com isso, a região tem 81 internados por Covid-19 em leitos clínicos.

Quanto aos internados em leitos de UTI, a região apresentou uma redução de 3%, variação de menos um paciente. São 32 internados por Covid-19 em UTIs, e taxa de ocupação de 80,7%, com 11 leitos livres. A região está a apenas oito pacientes do maior número de internados por Covid-19 desde o início da pandemia.

• Clique aqui para ler o relatório do Alerta emitido pelo Estado para Erechim.

ENTENDA O NOVO AVISO

MACRORREGIÃO METROPOLITANA

Taquara

A região de Taquara recebeu um Aviso porque apresentou incidência de 314,9 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, aumento de 87,3% frente à semana anterior. Essa incidência representa a 10ª maior do Estado entre as 21 regiões Covid-19 na última semana, sendo 16,9% superior à média estadual.

Além disso, a região apresentou taxa de mortalidade acumulada na última semana de 3,4 óbitos por 100 mil habitantes, um aumento de 33,3% frente à anterior.

Ao longo da última semana, Taquara teve elevação de 26,1% internados em leitos de UTI, entre suspeitos e confirmados, o que representa variação de seis pacientes. A região tem 29 internados por Covid-19 em UTIs e taxa de ocupação de 36,7%, com 50 leitos livres.

No que diz respeito à vacinação, Taquara apresenta a terceira menor proporção, 9,8%, de toda a população vacinada com a segunda dose no Estado entre as 21 regiões Covid-19.

• Clique aqui para ler o relatório do Aviso emitido pelo Estado para Taquara.

REGIÕES COM ALERTA

• Cachoeira do Sul
• Caxias do Sul (novo Alerta)
• Cruz Alta
• Erechim (novo Alerta)
• Ijuí
• Palmeira das Missões
• Passo Fundo
• Pelotas (novo Alerta)
• Santa Maria (novo Alerta)
• Santa Rosa
• Santo Ângelo
• Uruguaiana

REGIÕES COM AVISO

• Bagé (novo Aviso)
• Capão da Canoa
• Guaíba
• Novo Hamburgo
• Porto Alegre
• Santa Cruz do Sul (novo Aviso)
• Taquara (novo Aviso)