Homem adota filho da ex mulher falecida com câncer no RS e comove internautas

0
178

Espera pela formalização da adoção foi de nove anos

A atitude de Rodrigo, que é corretor e executivo hoteleiro, emocionou internautas. A questão é que ele e a ex-mulher, Rejane Carneiro, ficaram casados por 12 anos e tiveram uma filha, que hoje tem 27 anos. O casal se separou, mas a amizade permaneceu.

A mulher arrumou outro relacionamento, onde teve o garoto Bruno, em 2010. Rejane descobriu um câncer pouco menos de um ano depois do filho nascer e morreu em 2013. No leito de morte, a ex-esposa pediu a Rodrigo que ficasse com o filho, pois ele já demonstrava carinho pelo garoto. O pedido foi aceito por todos que presenciaram a cena. 

Aliás, era Ricardo que cuidava de Bruno enquanto a mãe lutava contra a doença que a matou tempos depois. ”Eu conheço Bruno desde o nascimento, o levei para cortar cabelo pela primeira vez e éramos próximos porque sou pai da irmã dele”, refletiu o executivo. 

Demora

Apesar da vontade expressa da mãe, o processo de adoção seguiu todos os trâmites exigidos. Até formalizar tudo, a guarda do menino ficou com a avó materna. Ainda segundo o site, como Rodrigo foi diagnosticado com câncer no intestino em 2021, ele revela que decidiu registrar o momento de informar o documento para o filho adotivo como uma forma de eternizar a cena.

“Além de tudo isso, agora vai carregar meu nome, o que nada mais é do que justo, pois criei, cuidei, levo para escola, moramos juntos e convivemos desde quando ele era bebê. Acho que realizei o sonho da mãe dele”, finalizou.

Fonte: G1 RS