Homem espanca companheira até a morte em Serafina Corrêa

0
233

Crime, que vitimou Márcia Fernanda Ferretti, de 41 anos, aconteceu na Linha Rio Grande/ Capela Santo Antônio. Autor foi preso pela Brigada Militar (BM)Mais um crime bárbaro e covarde contra as mulheres foi registrado pelas forças da segurança pública de Serafina Corrêa. No domingo, dia 1º de maio – Dia do Trabalho/Trabalhador, policiais do 5º Pelotão da Brigada Militar (BM), voluntários do Serviço Civil Auxiliar de Bombeiros (SCAB) e profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionados para prestar socorro a uma mulher que havia sido brutalmente espancada.

O crime, cometido pelo companheiro, aconteceu na residência onde moravam na Linha Rio Grande/Capela Santo Antônio, zona rural do município. Foi o próprio homem, de 55 anos, que arrependido, comunicou.

Márcia Fernanda Ferretti, de 41 anos, foi encontrada com vida pelos policiais militares. Em questão de segundos, antes da chegada do SCAB e SAMU, não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela, conforme informações, foi violentamente espancada entre a noite do sábado, dia 30, e a madrugada do domingo. O companheiro derrubou-a com um soco e deu sequência às agressões com um pedaço de madeira. A maioria dos golpes foi direcionado à cabeça.

Ele disse que ambos haviam ingerido bebida alcoólica e, posteriormente, uma forte discussão começou.Agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP) foram acionados para colaborar nas atividades de registro da ocorrência de feminicídio. Peritos do Departamento de Criminalística do Instituto Geral de Perícias (IGP), de Passo Fundo, estiveram no local para efetuar o levantamento fotográfico, analisar o que ocasionou a morte e colher dados para contribuir no Inquérito Policial (IP).

O autor, preso em flagrante após o comunicado do fato aos policiais militares, foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), em Marau, para os procedimentos legais. Posteriormente foi encaminhado para o Presídio Estadual de Passo Fundo.

Fonte Rádio Aurora