Homem que matou petista levou ao menos 20 chutes na cabeça

0
302

Policial penal também foi ferido por seis tiros disparados por Arruda, que o atingiram no rosto, pescoço e pernas

O policial penal Jorge Guaranho, acusado de matar a tiros o tesoureiro do PT, Marelo Arruda, que comemorava seu aniversário de 50 anos com festa temática do PT e alusiva à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi atingido com pelo menos 20 chutes na cabeça após ser baleado. Novas imagens das câmeras de segurança do local, obtidas pelo portal UOL, mostram convidados do evento agredindo o atirador, que estava caído no chão.

O caso aconteceu em 9 de julho, em Foz do Iguaçu, no Paraná. Guaranho foi alvo de uma sessão de espancamento de quase seis minutos. Foram ao menos 38 agressões, que também incluem chutes no tórax, nas pernas e dois saltos sobre o peito. Enquanto isso, Arruda recebia assistência de pessoas que estavam no salão.

Fonte: Jornal Folha Destra