Ministério registra a maior apreensão de drogas da história do país

0
69

O Ministério da Justiça e Segurança Pública registrou a maior apreensão de drogas da história do país. A ação, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), aconteceu nesse fim de semana, no estado do Mato Grosso do Sul. Durante uma abordagem, agentes de segurança pública que compõem o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas, VIGIA, interceptaram 36,5 toneladas de maconha escondidas em um caminhão.

A apreensão foi realizada na cidade de Deodápolis (MS), graças ao trabalho da Polícia Militar Rodoviária do estado. A droga estava escondida em meio a uma carga de soja e o motorista do veículo foi preso e encaminhado à Polícia Civil do município. A investigação aponta que a droga estava sendo transportada para o Porto de Santos (SP).

De acordo com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, o governo federal está empenhado no combate ao crime. “Não há dúvidas que o trabalho integrado entre as polícias é o melhor caminho para combater o crime organizado. Parabenizo todos os policiais envolvidos nessa exitosa operação, essa apreensão mostra que estamos no caminho certo e sim, o governo federal, mais do que nunca, atua para dar fim ao crime”, diz o ministro.

Levantamento feito pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, apontaram que as ações do VIGIA resultaram em aumento de 111% na apreensão de drogas quando comparado o período que vai de junho de 2020 a junho deste ano, com o anterior. Foram 673 toneladas de drogas, sendo a principal a maconha. “É necessário uma atuação sistêmica e integrada dos policiais para que o país vença a luta contra o crime. A integração das forças de segurança aliando operações de inteligência resulta em apreensões como essa, que orgulham todas as forças policiais brasileiras, em especial aquelas que atuam nas fronteiras”, explica o secretário de Operações Integradas, Alfredo Carrijo.

Programa VIGIA

O VIGIA, projeto estratégico do Ministério da Justiça e Segurança Pública, atua em três eixos: operações, capacitações e aquisições de equipamentos e sistemas.

Em dois anos, foram quase R$ 3 bilhões de prejuízo aos criminosos, com a apreensão de mais de 870 toneladas de drogas, 113 milhões de maços de cigarros, além de embarcações, veículos e outros produtos oriundos do contrabando. Os números também mostram que, com o reforço da segurança nas fronteiras e divisas do país, o VIGIA evitou um prejuízo de mais de meio bilhão de reais aos cofres públicos.

O Programa está presente em 15 estados: Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Acre, Rondônia, Tocantins, Goiás, Roraima, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pará, Amapá, Rio Grande do Norte e Ceará. O VIGIA segue as diretrizes do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), com foco na atuação integrada, coordenada, conjunta e sistêmica entre as instituições.

Fonte: Ministério da Justiça e Segurança Pública