Mulher dá à luz sozinha em casa, tira foto com recém-nascido e surpreende internet em SC

0
113
Jenny não só deu à luz em casa sozinha, como também tirou foto do momento – Foto: Reprodução/Internet
Jenny não só deu à luz em casa sozinha, como também tirou foto do momento – Foto: Reprodução/Internet

Jenifer Souza, de 25 anos, moradora de Balneário Piçarras no Litoral Norte de Santa Catarina, chocou a internet ao relatar que deu à luz a seu quarto filho completamente sozinha em sua casa. O nascimento da pequena Beatriz foi há 6 meses.

Dos quatro filhos de Jenny, apenas o primogênito nasceu na sala de parto do hospital, todos os outros foram apressados. Logo quando deu à luz ao Leonardo, hoje com 7 anos, seu primogênito, Jenny já considerou o parto rápido, mas os outros logo iriam desbancar o irmão.

“Todos os quatro nasceram de partos normais, tranquilos e sem complicações, mas todos muito rápidos, graças a Deus”, contou à revista Crescer.

Maria, de 5 anos, foi a segunda dos quatro e nasceu na sala de triagem. A terceira, Sophia, de 3 anos, não esperou a chegada ao hospital e nasceu em casa. Mas a caçula da família, Beatriz, nasceu em casa sozinha com a mãe, sem ajuda de ninguém.

“Fiz meu próprio parto, sozinha em casa. Foi a melhor experiência da minha vida”, escreveu na internet ao compartilhar a sobre. “Muitas mães me perguntam sobre a experiência do meu parto, esta é a segunda vez que tenho bebê em casa”, conta.

Parto sozinha em casa

Jenny compartilhou em detalhes o nascimento dos quatro filhos, a mais surpreendente de todas foi a Beatriz, que nasceu em casa, sozinha, sem ajuda de ninguém.

“Eu já tinha pensado que ela poderia nascer a qualquer momento, mas não foi planejado tê-la em casa. Nesse dia, meu esposo e eu tínhamos combinado de levar as crianças ao parquinho, brincar com elas e ter um lazer em família. Porém, chegou na hora, decidi ficar em casa para organizar as coisas e também porque eu não estava bem psicologicamente”, conta Jenny.

O marido saiu então sozinho com os três filhos e quando voltou, encontrou a mulher já com a caçula nos braços. Mas antes disso, Jenny ainda fez os serviços domésticos.

“Fiz minha rotina normalmente: limpei a casa, fiz comida, lavei roupa e fui tomar um banho. Nesse período, a bolsa estourou. Me sequei rapidinho, coloquei um vestido, fui pra fora de casa, recolhi a roupa do varal, coloquei em cima da cama da minha filha, peguei o celular no meu quarto, liguei pra ambulância e estava em contato com eles”, relembra.

Nesse momento, senti uma forte cólica, uma dor suportável e desliguei o telefone. Foi quando entrei em trabalho de parto. Me deitei na cama, estava sentindo ela já saindo, só dei um empurrãozinho e ela nasceu. Mantive a calma o tempo todo. Enquanto eu aguardava a ambulância, fiz um vídeo da bebê, liguei para os meus parentes e meu sogro chegou”, conta.

“Assim que me viu, eu estava em pé, na porta, com ela nos braços, e ele disse: ‘Nossa, nunca vi algo assim’”, brinca Jenny. O marido tinha saído de casa sem o celular, por isso ela não o chamou.

Fonte: RD Foco/ Foto: Reprodução