Conecte-se conosco

Agricultura

Municípios já contabilizam mais de R$ 5,6 bilhões em perdas com a estiagem no RS

Publicado em

em

A estiagem já causou perdas de mais de R$ 5,6 bilhões aos municípios do Rio Grande do Sul. A cifra bilionária, que ainda deve crescer se a falta de chuva persistir, foi levantada pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) junto a 123 cidades atingidas.

É o quarto ano seguido de escassez hídrica no Estado com efeitos severos para a economia. A maior parte do prejuízo relatado vem da agricultura — onde as perdas somam R$ 4,3 bilhões.

Na pecuária, são R$ 1,3 bilhão, com danos principalmente na terminação dos rebanhos que vão para abate e na produção leiteira. Além da água escassa, o tempo seco faz rarear o pasto e os grãos que servem para alimentar os animais.

— Está muito crítico. O gado está emagrecendo. Eu até tenho água da sanga, mas o problema é que não tem o que comer. Estamos dando feno e aveia, mas é paliativo — relata Alex Silveira, pecuarista da região de São Gabriel que trabalha com gado de cria, recria e engorda.

Fora do campo, há também efeitos imediatos à população, com redução de água para consumo. Conforme o levantamento, são R$ 10,6 milhões gastos pelos municípios com transporte de água para manter o abastecimento de caminhões-pipa e aquisição de reservatórios.

O quadro é monitorado pela área técnica de agricultura da Famurs, com base nos dados informados pelas cidades aos órgãos de Defesa Civil e ao Sistema Integrado de Informações sobre Desastres.

— Se seguir no ritmo que está, podemos ter uma estiagem maior que a do ano passado. No arroz, por exemplo, tínhamos reservatórios com água que seguraram a cultura. Este ano, já não estão na sua plenitude. Há lavouras que nunca tiveram perdas e agora não têm água para manter — avalia Paulinho Salerno, presidente da Famurs e prefeito de Restinga Seca.

Demandas

Salerno diz que a entidade vem cobrando do governo do Estado maior celeridade na liberação de recursos para perfuração de poços. Os investimentos para este fim somam R$ 66,7 milhões dentro do Avançar da Agropecuária. Outros R$ 21 milhões vêm do Avançar da Secretaria de Obras Públicas.

Neste momento, o presidente da Famurs diz que os municípios estão recebendo pagamentos do Avançar destinados a microaçudes. A entidade também vem solicitando ao Piratini a implementação de uma linha de crédito a juro zero para aquisição de equipamentos de irrigação, voltada sobretudo para a agricultura familiar.

Nesta segunda-feira (30), eram 189 decretos de emergência no Rio Grande do Sul por causa da estiagem. Desses 92 já foram homologados pelo Estado e outros 74 foram reconhecidos pela União.

Portal Assinck

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agricultura

Brigada Militar flagra retirada ilegal de Araucárias em Mato Castelhano

Publicado em

em

Após receber uma denúncia anônima, a Brigada Militar, através do 3º Batalhão Ambiental (BABM), flagrou, nesta quinta-feira (13/06), um caminhão carregado de toras de araucárias (Araucaria angustifolia), em Mato Castelhano.

Os policiais militares chegaram no local e identificaram uma serraria, a qual já havia sido autuada por irregularidades. Um caminhão, marca Mercedes-Benz, estava estacionado no local e carregava quatro toras de Araucárias, as quais iriam ser serradas. O proprietário da serraria não apresentou o documento de origem florestal (DOF) da madeira.

A madeira e o caminhão foram apreendidos, conforme Termo de Apreensão.

Após diligências, a equipe do 3º BABM identificou o local que as Araucárias foram cortadas, área localizada também no município de Mato Castelhano. A destruição atingiu 4.400 metros quadrados de vegetação nativa, pertencente ao Bioma Mata Atlântica. Sendo localizadas mais 11 toras de araucárias, com volume de 15,82 metros cúbicos. Os proprietários da área não possuíam autorização para o manejo florestal e as toras foram apreendidas.

O volume total de araucárias retiradas de forma ilegal foi de 23,26 metros cúbicos

Os responsáveis responderão pelos crimes contra a flora.

Fotos: 3º BABM | Passo Fundo

Fonte: Comunicação Social 3º BABM

Por Observador Regional

Continue lendo

Agricultura

Produtores gaúchos recebem doações de alimentos para os animais

Publicado em

em

A Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), com apoio da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural e Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural (Emater/RS-Ascar), está realizando a entrega de doações de alimentos para animais, oriundas de vários estados do Brasil. São distribuídas bolas de 500 quilos cada, de pasto pré-secado, feno e silagem, além de ração para gado de leite, aveia preta e ração para suínos e equinos.

O gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Carlos Augusto Lagemann, explicou que a entidade atende a 55 municípios dos Vales do Taquari e do Caí e recebe as doações que chegam do norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e outros estados. “Nós distribuímos para os produtores que tiveram perda de alimento, devido a muitas pastagens perdidas.”

“Aqui em Lajeado temos uma bacia leiteira importante, uma das mais antigas do Rio Grande do Sul. Os colegas da Emater fazem o levantamento das demandas mais urgentes e encaminham para a coordenação regional. Temos vários centros de distribuição: em Lajeado, Arroio do Meio, Vespasiano Corrêa, Montenegro e Teutônia, entre outros. Até agora já devem ter chegado algumas centenas de toneladas de alimento”, disse Lagemann.

A vice-presidente técnica da Gadolando, Bruna Schiefelbein, disse que a ação está sendo realizada desde 2 de maio e não tem prazo para terminar. “Tinha muita gente querendo doar e não sabia como. Então, organizamos a logística, a Emater fez um levantamento para ver quem eram os produtores mais afetados para fazer a rede de distribuição. Foi 99% de alimento doado, não colocamos dinheiro algum. A Seapi está ajudando na distribuição, com os caminhões em Lajeado, onde a empresa Ordemax, que fabrica produtos para limpeza de ordenhadeiras, cedeu o espaço para o armazenamento das doações”, explicou. “Também temos pontos de distribuição em Soledade, Teutônia, Santa Cruz do Sul, Arroio do Meio e Doutor Ricardo, entre outros municípios”, destacou.

“As doações são principalmente para o gado leiteiro, mas outros animais também têm recebido, como gado de corte”, explicou Bruna. “Elas vêm de produtores de parte do Rio Grande do Sul e de outros estados como Goiás, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Até agora, chegaram mais de 150 carretas com doações de alimentos, o equivalente a R$ 3,5 milhões”, afirmou. Ela ressaltou que a maioria das doações veio de produtores de leite, mas também chegaram de algumas instituições e cooperativas, e de produtores de volumosos, como de feno e silagem. “Os alimentos chegam para aqueles produtores que foram afetados diretamente pelas enchentes e têm mais emergência em receber.”

Foto: Julia Chagas/Ascom Seapi

Fonte: Planalto News Por Rádio Blau Nunes

Continue lendo

Agricultura

Brigada Militar prende homem por tráfico de entorpecentes e recaptura foragido em Ijuí

Publicado em

em

A Brigada Militar, através do 29°BPM, na quinta-feira (6/6), no âmbito da operação Cerco Fechado, prendeu um homem por tráfico de drogas, no bairro Getúlio Vargas em Ijuí.

Durante patrulhamento pelo local conhecido como “Buraco do Getúlio”, equipes do policiamento, visualizaram um indivíduo, que ao perceber a aproximação dos policiais, empreendeu fuga se desfazendo de um invólucro.

O suspeito foi acompanhado e abordado, durante a busca pessoal e no invólucro dispensado, foram apreendidos:

  • 93 pedras de crack
  • 08 porções de maconha
  • R$ 34,00 reais

O indivíduo, natural de Ijuí, possuidor de antecedentes policiais por tráfico, roubo, furto, constava como foragido do sistema prisional.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao indivíduo, que foi encaminhado para a Delegacia de Polícia para lavratura do flagrante delito.

Texto: COMSOC 29°BPM
Foto: Força Tática

Por MB notícias

https://www.facebook.com/share/p/ko1rcEqJFHeSGAYo/?mibextid=oFDknk

Continue lendo