Panambi permanece na bandeira vermelha

0
36

A região de Ijuí – formada por vinte municípios, incluindo Panambi e Condor – permanece na bandeira vermelha no Distanciamento Controlado, que teve seu mapa definitivo para esta semana divulgado pelo Governo do Estado na tarde desta segunda-feira (9).

Outras duas regiões – Cruz Alta e Santo Ângelo – ficam na mesma classificação. Outras dezesseis regiões estão em bandeira laranja e duas na amarela.

A região de Santo Ângelo e o município de Ijuí chegaram a enviar pedidos de reconsideração da bandeira, mas foram indeferidos pelo Gabinete de Crise.

Os recursos foram indeferidos devido à significativa piora em diversos indicadores da macrorregião Missioneira, mas igualmente nos números locais das regiões de Ijuí e Santo Ângelo. Ainda que a ocupação de leitos esteja relativamente baixa, se percebe um número crescente e mais elevado em relação a semanas anteriores, de acordo com o Comitê de Dados.

A região Covid de Santo Ângelo, na quinta-feira (5/11), tinha apenas dois leitos livres de UTI, ante oito na semana anterior, e viu aumentar de 12 para 17, de uma quinta-feira para outra, o total de pacientes com Covid-19 necessitando de tratamento intensivo. O número de internações em leitos clínicos de pacientes Covid-19 também aumentou.

Na região de Ijuí, os casos de internação em leitos clínicos aumentaram ao longo da semana – de 24 para 33. Houve, ainda, seis óbitos nos últimos sete dias.

A região de Cruz Alta não contestou a classificação preliminar em risco epidemiológico alto. 

Em entrevista à Rádio Sulbrasileira, o prefeito Daniel Hinnah explicou que os municípios que fazem parte da Associação dos Municípios do Planalto Médio não entraram com pedido de reconsideração da bandeira vermelha. “A decisão foi que não recorreríamos. Era muito difícil de reverter, porque os indicadores estavam em risco alto, diferente da semana anterior”, afirmou.

Conforme o prefeito, três dos onze indicadores estavam no nível mais grave: a quantidade de casos, quantidade de casos por habitantes e o número de óbitos, que dobrou de três para seis de uma semana para outra.

Daniel chamou a atenção ao grande número de pessoas circulando nas ruas nas últimas semanas.

“As pessoas reduziram muitos os cuidados, achando que o vírus já foi embora. Mas não é verdade isso. Precisamos reduzir a chance de contágio. A gente tem visto muito o contágio na família.”

Na terça-feira (10/11) começa a vigência da 27ª rodada, válida até às 23h59 de segunda-feira (16/11).

Neste período, os estabelecimentos comerciais de Panambi deverão adotar as regras da cogestão.

“Não é radical como foi lá no início”, reforça o prefeito. “O comércio vai continuar a funcionar, mas tem um horário de funcionamento entre 9h até às 18h. Depois fecha para que as pessoas vão para casa e evitem circulação, como a gente tem visto pela cidade.”

No entanto, os esportes coletivos e os shows aos vivo voltam a ser suspensos.

Atividades presenciais nas escolas

As regiões de Cruz Alta, Ijuí e de Santo Ângelo estão impedidas de manter as atividades presenciais nas escolas, uma vez que foram classificadas como bandeira vermelha nesta 27ª rodada. As outras 18 regiões Covid estão autorizadas a retomar ou manter as aulas presenciais.

Eventos de grande porte só podem ser retomados em municípios que autorizaram e que estão no processo de retomada escolar. A condição foi estabelecida como forma de elencar uma prioridade na retomada de atividades.

As atividades presenciais nas escolas de Educação Infantil foram retomadas em 8 de setembro. No dia 21 de setembro, foi a vez das instituições de Ensino Superior, Ensino Médio e Ensino Técnico. O Ensino Médio estadual iniciou o retorno em 20 de outubro, e as demais etapas (Ensino Fundamental) puderam ser retomadas em 28 de outubro.