Passo Fundo deve ser uma das primeiras cidades a receber chips de identificação de cavalos no RS

0
78

O Diário Oficial do Estado publicou nesta semana que os cavalos do Rio Grande do Sul receberão chips de identificação gratuitos. Os animais começarão a receber chips ainda este ano para, aos poucos, substituírem a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que atesta boas condições sanitárias de um equino, obrigatória para eventos como cavalgadas, provas e rodeios.

Na primeira leva, 100 mil cavalos receberão o chip. O projeto será financiado com emenda parlamentar de R$ 500 mil do deputado federal Covatti Filho (Progressistas), ex-secretário da Agricultura.

Em entrevista, o presidente da Sétima Região Tradicionalista, Verceli de Oliveira, declarou que todos receberam a notícia com felicidade, pois demonstra um grande avanço na tecnologia, no que diz respeito a documentação de equinos.

Conforme Oliveira, este projeto vem sendo idealizado há mais de quatro anos e o setor de Veterinária da Agricultura do Estado já havia apresentado para tradicionalistas. A partir de agora, ele afirma que é preciso adaptar-se às novas tecnologias para substituir lentamente as questões de burocracia, que existem para utilizar animais em eventos.

Segundo o presidente da 7° Região, uma Convenção Estadual do MTG será realizada em Igrejinha no próximo final de semana, dias 9 e 10, onde serão apresentados mais detalhes e esclarecimentos de como os chips funcionarão. Porém, ele já adianta que Passo Fundo deve estar entre as cidades que farão parte da primeira leva de 100 mil chips aplicados, já que é um município organizado na área tradicionalista, com campeonatos de Tiro de Laço, Rodeios e grupos de cavaleiros.

Oliveira explica que os chips serão aplicados na parte esquerda do pescoço do cavalo, próximo a crina. Além disso, o bastão utilizado para averiguação do chip será padrão em todo o Estado e mostrará todas as condições do cavalo. Para o presidente, a chipagem chega para colaborar com os criadores de cavalos, que rapidamente estarão ambientados a esta nova tecnologia.

Fonte: Rádio Uirapuru