Professora é afastada de escola em Alegrete por denúncia de castigar alunos com cadeira do pensamento

0
44

Em relato de uma pessoa responsável por um dos alunos desta turma, que não quiz se identificar falou que nesta turma de 2° ano do ensino fundamental as crianças tem cerca de 7 anos de idade, e que uma professora responsável por estes alunos, tinha a tal cadeira do pensamento.

Os alunos que não completavam as tarefas era colocados nesta cadeira como uma forma de castigo, além disso um dos alunos que teria mais dificuldades, normalmente era um dos mais punidos como exemplo para os demais que não completavam as tarefas.

A cadeira do pensamento assim chamada pela professora era usada também para aqueles alunos que perdiam o material impresso dado pela escola, ou eram cunhados pela professora.

Alguns alunos que tinham facilidade na aprendizagem podiam utilizar o celular da professora .

O responsável por um dos alunos também falou que a professora foi afastada da escola, e a direção trocou o turno destes alunos do 2° ano da parte da tarde para a manhã , até a escola co seguir outro professor para substituir o professor afastado .

Não divulgamos o nome da escola para proteger a instituição pois o comportamento de um professor não pode ser generalizado para a os demais.

A direção da escola se manifestou somente avisando que já está lidando com a situação e que encaminhou o caso a 10° Coordenadoria de Educação .

Ao tomar conhecimento da situação , a professora foi substituida , por outra professora que será enviada para a escola para a turma voltar a ter as aulas.

A professora afastada tem formação pedagógica e Orientação Educacional, ela estará atuando em outra escola, mas não vai dar aulas a nenhuma turma explicou a 10° .

Fonte: g1.com / Foto abaixo : 10 ° Coodenadoria de Educação