21.4 C
Panambi
14/06/2021

Secretaria da Saúde e Cosems se mobilizam para cobrar segundas doses do governo federal

- Propaganda -spot_imgspot_img

A Secretaria da Saúde e o Conselho das Secretarias Municipais da Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), preocupados com o atraso do cronograma do Ministério da Saúde de envio das vacinas contra a Covid-19 aos Estados, enviarão um ofício ao governo federal a fim de cobrar agilidade no abastecimento de vacinas da Coronavac para cobrir as segundas doses de quem já recebeu a primeira aplicação há 28 dias ou mais.

São mais de 300 mil gaúchos que já fecharam ou estão prestes a fechar o período recomendado pelo produtor, Instituto Butantan, a partir da última terça-feira (20/4), referente às doses distribuídas nos dias 20 e 26 de março. A decisão foi tomada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), nesta quinta-feira (22/4).

“Sabemos que esse problema não é exclusividade do Rio Grande do Sul. Mas precisamos cobrar do Ministério da Saúde o envio ágil dessas doses, para que possamos concluir o esquema vacinal destas pessoas. Esperamos que o Butantan consiga recuperar o tempo perdido sem o IFA [insumo farmacêutico ativo] e recomece a produção em escala para fazer novas entregas o mais rapidamente possível”, pontuou a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

A diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Cynthia Molina Bastos, disse que não há nenhuma evidência de que a ampliação do prazo para a aplicação da segunda dose prejudique o esquema vacinal, porém, é importante que se tome o quanto antes.

“O Ministério da Saúde vinha apontando um calendário regular de entrega que não está mais sendo cumprido. Essa remessa que chega amanhã é insignificante para atender toda a demanda que precisamos. Fora o fato de que no início os frascos rendiam mais doses”, afirmou o vice-presidente do Cosems, Naasom Luciano. O presidente do conselho, Maicon Lemos, completou: “Estamos estimulando a população, diariamente, a tomar a vacina contra a Covid. Agora precisamos de doses para completar a vacinação de todos”.

NOVA REMESSA

As 242,9 mil vacinas que chegam ao Estado na sexta-feira (22/4) serão destinadas a:

50,2 mil Coronavac

• Atender até 86% da segunda dose das pessoas que receberam a primeira aplicação na remessa que chegou ao Estado em 20 de março (somando com as doses que já estavam reservadas para este fim, ficam faltando, ainda, 40 mil doses para atender a integralidade desse público).

192.750 AstraZeneca

• Atender 100% da segunda dose das pessoas que receberam a primeira aplicação na remessa que chegou ao Estado em 24 de janeiro.

• Completar 100% da primeira dose de idosos de 62 anos.

• Ampliar a vacinação de idosos de 61 anos, atingindo 92% desse grupo.

• Repassar doses extras para vacinação de idosos de 65 anos ou mais que ainda não foram vacinados.

Governo do Estado do Rio Grande do Sul

- Propaganda -spot_img
Últimas notícias
Notícias relacionadas
  
 WhatsApp