Servidores do IFFar de Panambi aprovam projeto para desenvolver secador de sementes 4.0

0
34

Texto e imagem: Instituto Federal Farroupilha

Servidores do Instituto Federal Farroupilha – Campus Panambi aprovaram um projeto junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs) para desenvolver um protótipo de secador direcionado a Unidades Beneficiadoras de Sementes (UBS), alinhado aos conceitos da indústria 4.0. 

O projeto será realizado em parceria com a empresa Zampronio, que produz e comercializa secadores de sementes há mais de 10 anos, atendendo diversos países.

Para realização do projeto será aplicada uma nova concepção de secagem de sementes no Brasil que utilizará vapor superaquecido e transporte pneumático. Esse processo será viabilizado pela conectividade entre os sensores de temperatura e umidade e os equipamentos de movimentação/disposição de sementes.

Como resultado do projeto, espera-se desenvolver uma nova linha de produtos que irá reduzir em até 28% os custos operacionais de secagem de semente por unidade processada, além de reduzir em até 40% a emissão de gases do efeito estufa e emissões atmosféricas.

Para o Volnei Meneghetti e Marcelo Bataglin, docentes do IFFar – Campus Panambi e coordenadores do projeto, apoiar o desenvolvimento e a implantação de novas tecnologias em empresas da região é uma das funções sociais dos Institutos Federais. Ao final do projeto, o protótipo criado será doado ao Campus Panambi, a fim de que futuros estudos aplicados sejam desenvolvidos por alunos e servidores da instituição.

Por meio dessa parceria pretende-se, ainda, registrar o software de gestão do Secador 4.0 e também registrar a patente de invenção do método de secagem de sementes com vapor superaquecido. O projeto será iniciado em fevereiro de 2021, com subvenção de R$300.000,00.