Taxista é alvo do golpe do Falso Promotor em Panambi

0
60

Um homem se passando por promotor de justiça tentou aplicar golpe em taxista em Panambi.
O falsário utilizou o nome de um promotor de justiça de Porto Alegre e chegou a ligar para a Câmara de Vereadores de Panambi solicitando a indicação de um taxista
De acordo com os órgãos de segurança, o golpe segue um padrão em todo o país. Um homem liga para um órgão público, em Panambi, no caso foi para a Camara de Vereadores, se identifica como promotor de justiça e pede para o funcionário que atendeu a ligação indique um taxista de confiança. O atendente do telefone, de boa vontade, indica o taxista e passa seu contato.
Em Panambi, em seguida, o falso promotor ligou para o taxista, informando que ele foi indicado pela pessoa da Câmara de Vereadores por ser de confiança, afirmando que estava em outra cidade com problemas e informou que depositaria o valor na conta do motorista de aluguel.
Em seguida, retornou à ligação afirmando que houve falha nos computadores da Promotoria Pública que depositou mais do que o valor. Solicitou que o taxista fizesse o estorno do valor excedente. O entanto nenhum valor é depositado pelo golpista.
Um homem se passando por promotor de justiça tentou aplicar golpe em taxista em Panambi.
O falsário utilizou o nome de um promotor de justiça de Porto Alegre e chegou a ligar para a Câmara de Vereadores de Panambi solicitando a indicação de um taxista
De acordo com os órgãos de segurança, o golpe segue um padrão em todo o país. Um homem liga para um órgão público, em Panambi, no caso foi para a Camara de Vereadores, se identifica como promotor de justiça e pede para o funcionário que atendeu a ligação indique um taxista de confiança. O atendente do telefone, de boa vontade, indica o taxista e passa seu contato.
Em Panambi, em seguida, o falso promotor ligou para o taxista, informando que ele foi indicado pela pessoa da Câmara de Vereadores por ser de confiança, afirmando que estava em outra cidade com problemas e informou que depositaria o valor na conta do motorista de aluguel.
Em seguida, retornou à ligação afirmando que houve falha nos computadores da Promotoria Pública que depositou mais do que o valor. Solicitou que o taxista fizesse o estorno do valor excedente. O entanto nenhum valor é depositado