Temporais causam destruição no Norte do Estado

0
87

Temporais causaram destruição no interior do Rio Grande do Sul durante o sábado (26) com a forte instabilidade que atuava sobre o território gaúcho. O Estado teve registro de chuva intensa, vendavais e granizo. As tempestades mais fortes ocorreram no Norte do Estado, onde ar mais quente atuava.

O episódio mais grave de tempo severo ocorreu no município de Sagrada Família, onde o vento causou graves danos. Os estragos foram significativos nas áreas urbana e rural do pequeno município do Norte do Estado.

Sagrada Família foi o município mais castigado pelos temporais no Norte do Rio Grande do Sul com destruição em alguns pontos | Defesa Civil Estadual

De acordo com a Defesa Civil Estadual, o vento danificou cerca de 500 residências, prédios públicos e comerciais. Houve distribuição de lonas para a população de lonas devido aos destelhamentos.

Os estragos em Sagrada Família se deram numa área muito extensa para que tenham tido origem em um tornado, mas os danos observados em parte do município com colapso total de estrutura e residências que foram movidas de suas fundações são consistentes com a ocorrência de um tornado ou uma corrente de vento descendente violenta de vento (downburst) com vento muito acima de 100 km/h.

O vento forte provocou estragos em outros pontos do Norte do Rio Grande do Sul. Foi o caso da região de Soledade, onde no distrito de Curuçu a intensa ventania destelhou casas e galpões na localidade.

Vendaval causou danos no interior de Soledade | Paulo Henrique Pinheiro

Os temporais não se resumiram a vendavais. Houve ainda queda de granizo em diferentes pontos do Norte gaúcho da tarde para a noite do sábado. Em Constantina, as pedras de granizo chegaram a ter tamanho médio e em Cerro Grande o gelo acumulou no campo.

Granizo em Constantina | Adeneia Bitello
Granizo em Cerro Grande | Mateus Roso

O risco de tempo severo cessa hoje com a chegada do ar frio. As tempestades severas se deram no Norte gaúcho ontem justamente porque era a região do Estado que estava sob a influência de ar quente trazido por uma corrente de jato em baixos níveis da atmosfera. Quando a frente deixou de ser quente e passou à fria, e avançou para o Norte do Estado, ao encontrar o ar quente formou as tempestades severas localizadas.

Fonte: Metsul