Conecte-se conosco

Destaque APP

Conselho vota nesta quinta-feira o nome de Jean Paul Prates para assumir presidência da Petrobras

Publicado em

em

O indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da Petrobras, senador Jean Paul Prates (PT-RN), será apreciado pelo conselho de administração da estatal nesta quinta-feira (26). A nomeação de Prates recebeu o aval do comitê responsável por analisar indicações para a cúpula da estatal na terça-feira (24).  

Esse é o último passo do processo interno de avaliação, que foi abreviado para que Prates assuma a presidência da estatal mesmo sem a convocação de uma assembleia geral de acionistas. Até abril, o restante da diretoria deverá estar formada, além de definida a nova composição do conselho de administração. O processo interno de avaliação do nome levou quase 15 dias. 

A posse sem assembleia geral foi possível porque o antecessor eleito de Prates, Caio Paes de Andrade, renunciou à presidência da estatal para assumir a Secretaria de Gestão no governo do Estado de São Paulo. 

Assim, o conselho de administração deve aprovar a indicação e aprovar o presidente entre os conselheiros atuais. Em abril, a assembleia geral vai definir a nova composição do governo e a nova diretoria. A nomeação para o conselho tem efeito até a essa deliberação.

 Nesse período, Prates conversou com os integrantes do conselho, que hoje tem maioria de indicados do governo anterior (cinco). Ainda há quatro integrantes nomeados por acionistas minoritários e um que representa os funcionários. Mesmo assim, teria garantido a maioria dos votos. Sem alteração do conselho, será difícil rever a política de reajustes da estatal, a Paridade de Preços de Importação (PPI), um dos objetivos de Prates no cargo. 

A data da posse ainda não está definida porque o mandato de Prates no Senado ainda não terminou, mas ele já deve começar a anunciar nomes para a diretoria ainda nesta semana. A antecipação serve para que os indicados sejam avaliados pelo comitê interno. 

Até o momento, há pelo menos dois nomes cotados. O economista William Nozaki, do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis; e Maurício Tolmasquim, que comandou a EPE (Empresa de Pesquisa Energética) em gestões petistas. Ambos participaram da equipe de transição. 

Quem é Jean Paul Prates

 Jean Paul Prates tem 54 anos, é advogado e economista. Tem mais de 30 anos de trabalho nas áreas de petróleo, gás natural, biocombustíveis, energia renovável e recursos naturais. Foi membro da assessoria jurídica da Petrobras Internacional (Braspetro), no final da década de 1980.

No início da década de 1990 fundou a primeira consultoria brasileira especializada em petróleo. Em 1997, participou da elaboração da Lei do Petróleo e também foi o redator do Contrato de Concessão oficial brasileiro e do Decreto dos Royalties. No Rio Grande do Norte, em 2001, iniciou um plano energético para o Estado, com fontes renováveis e a revitalização do setor de petróleo.

Assumiu em 2007 a Secretaria de Estado de Energia do RN e viabilizou mais de 10 bilhões de investimentos para o Estado. Em 2014, foi eleito suplente da então senadora Fátima Bezerra (PT), assumindo em janeiro de 2019 a cadeira de senador após a eleição de Fátima para o governo do Estado. Durante seu mandato, Prates foi autor e relator de marcos legais envolvendo a transição energética e práticas sustentáveis, combustíveis, educação digital, mobilidade urbana e infraestrutura ferroviária. 

Aumento da gasolina

A apreciação de Prates à presidência da Petrobras ocorre no mesmo dia em que passa a vigorar o novo reajuste no preço da gasolina. Desde esta quarta-feira, o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passou de R$ 3,08 para R$ 3,31 por litro – um aumento de R$ 0,23 por litro.  

 A Petrobras estava há 50 dias sem alterar o preço da gasolina. A última mudança havia ocorrido em dezembro de 2022, quando houve redução de 6,1% no valor do combustível.

Fonte: GZH

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque APP

Polícia Civil prende cinco pessoas em Operação Unmask

Publicado em

em

Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Eldorado do Sul, em ação conjunta com a 1ª Delegacia de Polícia de Combate à Corrupção do DEIC, coordenadas pela Delegada Luciane Bertoletti e pelo Delegado Max Otto Ritter, deflagra a Operação Unmask na manhã desta quinta-feira (20/06).

Cinco indivíduos foram presos preventivamente em Viamão e Porto Alegre. Foram apreendidos celulares, computadores, grande quantidade de documentos, como escrituras públicas, procurações outorgando poderes, certidões de casamento, entre outros, supostamente falsos, além de dinheiro sem procedência. O material será enviado para perícia.

Foram cumpridas 25 medidas cautelares, entre mandados de prisão, busca e apreensão, sequestro de bens e bloqueio de contas bancárias, com objetivo de combate aos crimes de falsificação de documento público, estelionato e associação criminosa praticados pelos investigados contra vítimas residentes em diversos estados do país.

Conforme a investigação, os suspeitos integram um grupo criminoso que utiliza documentação falsa (carteiras de identidade, procurações e contratos de compra e venda de imóveis) para oferecer imóveis de alto valor, a maioria deles localizados na cidade de Itapema/SC. Fingindo ser corretores imobiliários, advogados e até mesmo os próprios proprietários dos terrenos enganam as vítimas, atraídas pela aparência de um negócio vantajoso, já que os terrenos são sempre oferecidos por um preço abaixo do valor de mercado imobiliário. Após transferirem o valor inicial da venda para garantir o negócio, as vítimas percebem que foram enganadas, pois os criminosos não são os verdadeiros proprietários nem possuem os terrenos, e as identidades, procurações e contratos são falsos.

A Delegacia de Polícia de Eldorado do Sul apurou que as procurações para a venda dos imóveis eram efetuadas pelos criminosos no tabelionato daquele município. A DP de Eldorado identificou a participação de dois dos investigados no crime, em conexão com fatos criminosos investigados pela 1ª Delegacia de Polícia de Combate à Corrupção.

Em razão disso, em esforço conjunto das duas Delegacias, será desencadeada, simultaneamente, a segunda fase da operação policial que apurou que os criminosos utilizaram dados dos sistemas do IPÊ-Prev, através da violação de sigilo funcional, para praticar várias formas de crimes contra a fé pública, incluindo falsificação de Carteiras Nacionais de Habilitação, boletos bancários, procurações e escrituras públicas de imóveis de alto valor. 

As provas reunidas a partir das ações policiais demonstraram a continuidade dos atos criminosos pelos indivíduos que tiveram suas prisões preventivas decretadas pelo Poder Judiciário, em relação aos golpes praticados em tabelionatos e cartórios.

Na manhã de quinta-feira, mais de 60 policiais cumpriram as medidas cautelares com apoio da CORE/PCRS, CORE/PCRJ e COPE/PCPR.

Fonte e foto: Polícia civil

Continue lendo

Destaque APP

Autoescolas são pegas usando silicone com digitais dos alunos para burlar sistema do Detran

Publicado em

em

Com o golpe, o candidato não precisava frequentar as aulas, mas tinha garantido o registro no banco de dados

A polícia descobriu um esquema de fraudes no processo de formação de motoristas em São Paulo. Impressões de silicone com as digitais dos alunos eram utilizadas por autoescolas para burlar o sistema do Detran. As fraudes aconteciam no espaço destinado às aulas práticas na zona leste. Dentro das cabines de apoio das autoescolas, 116 moldes de silicone foram apreendidos pela polícia. Seis suspeitos de participação no esquema foram encaminhados à delegacia. Segundo as investigações, os instrutores coletam as impressões digitais dos alunos para fraudar o sistema de biometria que confirma a presença junto ao Detran. Assim, o candidato não precisava frequentar as aulas, mas tinha garantido o registro no banco de dados.

Fonte: R7.com

Foto: Inovasocial

Continue lendo

Destaque APP

Publicado em

em

A Polícia Civil, através da 1ª Delegacia de Polícia de Viamão, na tarde desta quinta-feira (20/06), prendeu duas pessoas em flagrante pela prática de crimes contra as relações de consumo. A ação ocorreu no bairro Fiúza, em Viamão.

De acordo com a Delegada Jeiselaure de Souza, após receberem uma denúncia anônima, os policiais efetuaram a prisão dos indivíduos que adquiriram produtos contaminados pelas enchentes, destinados para descarte, e que já estavam sendo oferecidos para venda a diversos consumidores do município. A equipe encontrou todos os produtos ainda cobertos por lama, os quais estavam sendo lavados de forma bastante precária no pátio da residência, sendo posteriormente oferecidos para venda ao público.

Os produtos eram todos oriundos de grande rede de farmácias e foram encaminhados para descarte, em face do alto risco de contaminação por terem contato com as águas das enchentes, sendo todos considerados impróprios para consumo.

As câmeras de monitoramento das adjacências mostram o momento que o caminhão descarrega as mercadorias contaminadas. No local também funcionava uma lanchonete, que foi interditada pela Vigilância Sanitária, em face de precariedade e péssimas condições do estabelecimento.

A ação foi desencadeada com o apoio da Prefeitura de Viamão, através da Secretaria de Saúde/Divisão de Vigilância Sanitária e também da Secretaria do Meio Ambiente, e integra uma série de ações para combater os crimes contra as relações de consumo no município. Após a elaboração dos pareceres técnicos, os produtos foram imediatamente encaminhados para descarte.

Fonte e foto: Polícia Civil

Continue lendo