Conecte-se conosco

Destaque APP

DNIT ATUA DIA E NOITE PARA RECUPERAR A BR 470, RODOVIA MAIS AFETADA PELAS CHUVAS

Publicado em

em

O ritmo dos trabalhos emergenciais está acelerado na recuperação da BR-470/RS, entre Veranópolis e Bento Gonçalves (km 178 ao km 201). As equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) estão atuando dia e noite para reconstruir a rodovia mais afetada pelas fortes chuvas e enchentes que assolam o Rio Grande do Sul, desde o início deste mês. Nos últimos dias os serviços avançaram no trecho com ações da limpeza da pista e reconformação do talude da rodovia.

Ainda há muito trabalho pela frente para poder devolver às condições adequadas de trafegabilidade na rodovia. Atualmente, os esforços estão direcionados a possibilitar a passagem dos veículos, equipamentos e pessoal necessários para que os serviços de recuperação da BR-470/RS possam avançar.

Além da retirada do material que deslizou sobre a pista, as equipes iniciaram a projeção de concreto para contenção da plataforma da rodovia e remoção de material solto em talude. Desta forma, será possível liberar de maneira segura o caminho de serviço para as equipes do DNIT circularem pelo trecho. A estimativa é que os trabalhos continuem ao longo dos próximos meses, uma vez que os danos são profundos na rodovia.

Com mais de 1,2 mil trabalhadores, entre servidores da autarquia e terceirizados, e cerca de 500 equipamentos, o DNIT já conseguiu desobstruir quase todos os pontos bloqueados desde o início das fortes chuvas que afetam o Rio Grande do Sul. Conforme levantamento da autarquia, as rodovias administradas pelo Departamento chegaram a registrar 47 pontos bloqueados no mesmo dia e, na manhã desta quarta-feira (21), foram contabilizados apenas seis pontos bloqueados.

Fonte: DNIT

Foto: Lilian Patricia da Silva

MB Notícias

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque APP

Piloto de 9 anos morre após acidente de moto em competição em Interlagos, em São Paulo

Publicado em

em

Um piloto argentino de apenas 9 anos morreu após sofrer um acidente durante uma competição de motovelocidade no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Lorenzo Somaschini foi hospitalizado na sexta-feira (14) e faleceu na noite de segunda-feira (17).

Ele era um dos participantes do SuperBike Brasil, que é um dos principais campeonatos de motovelocidade do mundo. O piloto disputava uma categoria voltada para crianças e adolescentes de 8 a 18 anos, com motocicletas de 160 cilindradas.

Segundo a organização do evento, Lorenzo sofreu o acidente durante o primeiro treino livre no autódromo, na sexta-feira. O jornal argentino El Clarín afirmou que a criança bateu a cabeça após a queda. Lorenzo foi socorrido e levado por uma UTI móvel até o Hospital Geral da Pedreira, na capital paulista. No sábado (15), ele foi transferido para o Hospital Albert Einstein em estado grave.

A imprensa argentina definiu Lorenzo como um prodígio do motociclismo argentino. Além disso, o piloto sonhava em chegar ao MotoGP e se tornar campeão mundial. Por meio de nota, o SuperBike Brasil disse que está prestando assistência à família do piloto desde o dia do acidente.

“O SuperBike Brasil comunica, com muita tristeza e pesar, o falecimento do piloto Lorenzo Somaschini nesta segunda-feira (17/6), às 19h43. O argentino, natural de Rosário, estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), sob cuidados médicos intensivos e, infelizmente, não resistiu. A organização do SuperBike Brasil está prestando total assistência à família do piloto desde sexta-feira (14/6), quando o argentino teve uma queda durante o primeiro treino livre da Jr Cup, válido pela 4ª etapa do SuperBike Brasil, no Autódromo de Interlagos. Logo que caiu na saída do Pinheirinho, o piloto foi prontamente atendido no local pela equipe médica em ambulância UTI. Na sequência, foi encaminhado para a sala de emergência do autódromo, onde houve a estabilização do seu quadro clínico. Após esse procedimento, foi realizada a remoção médica, em unidade de suporte avançada (UTI móvel) para o Hospital Geral da Pedreira, onde permaneceu até a madrugada de sábado (15/6), seguindo todos os protocolos médicos até ser feita a transferência para o Hospital Albert Einstein.

Todos da equipe do SuperBike Brasil estão consternados com o acontecimento e manifestam sinceros sentimentos a todos familiares e amigos de Lorenzo”, diz a nota.

Fonte: O Sul

Continue lendo

Destaque APP

Polícia Civil de Canela e RGE fecham maior mineradora clandestina de criptomoeda do estado

Publicado em

em

A Polícia Civil de Canela, em conjunto com o setor de Segurança Coorporativa da Rio Grande Energia (RGE), realizou ação policial nesta terça-feira, dia 18, ocasião em que descoberta uma mineradora clandestina de criptomoeda.

No local, uma casa simples e toda murada, localizada no bairro São Lucas, policiais civis e profissionais da permissionária de energia verificaram indícios de furto de energia elétrica (gato).

Em buscas, constatou-se o funcionamento de centenas de máquinas utilizadas para a mineração de criptomoedas. A RGE mediu, na ocasião, um consumo mensal acima de cem mil reais, estimando a fraude em cerca de um milhão e meio de reais nos últimos meses.

A Polícia Civil apreendeu todos os equipamentos, avaliados preliminarmente em mais de meio milhão de reais. Durante as buscas, ainda foram apreendias três armas de fogo.

Um casal foi preso em flagrante. Os dois foram encaminhados ao Presídio Estadual de Canela.

A estimativa é que os suspeitos lucrassem cerca de quatrocentos mil reais por mês com a atividade ilegal.

Fonte: Polícia Civil

MB Notícias

Continue lendo

Destaque APP

Aumenta para 177 o número de mortos pelas enchentes no Rio Grande do Sul

Publicado em

em

Aumentou para 177 o número de mortos pelas enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul no mês de maio. Conforme informação divulgada pela Defesa Civil gaúcha na tarde desta terça-feira (18), o corpo de uma pessoa não identificada foi encontrado no município de Taquari.

Segundo o balanço do órgão, diminuiu de 39 para 37 o número de pessoas que seguem desaparecidas. Os dois desaparecidos que saíram da lista são das cidades de Porto Alegre e Roca Sales. Ao todo, 478, das 497 cidades do Estado foram afetadas.

Confira o boletim completo

– Municípios afetados: 478

– Óbitos: 177

– Pessoas em abrigos: 10.485

– Desalojados: 388.781

– Afetados: 2.398.255

– Feridos: 806

– Desaparecidos: 3

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Fonte: O Sul

Continue lendo