Conecte-se conosco

Destaque APP

Greenpeace Brasil encontra 176 escavadeiras em terras Yanomami

Publicado em

em

A organização não governamental (ONG) Greenpeace Brasil encontrou 176 escavadeiras em garimpos ilegais nas terras indígenas (TI) Yanomami, Kayapó e Munduruku, entre os anos de 2021 e 2023. Conforme consta do relatórioParem As Máquinas! Por Uma Amazônia Livre de Garimpo, divulgado na quarta-feira (12), 75 veículos (42,6% do total), são da marca Hyundai HCE Brasil.

Elaborado com contribuições da equipe da Greenpeace do leste asiático, o documento destaca que cada máquina pode custar mais de R$ 700 mil e representa um ótimo investimento, porque faz em apenas um dia o que três pessoas fazem em 40. Segundo a ONG, a maior frota de escavadeiras está na TI Kayapó, que é alvo de disputas por parte de madeireiros e da siderurgia.

Em 35 anos, a mineração ilegal cresceu 1.217% em terras indígenas da Amazônia Legal, revela estudo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Universidade do Sul do Alabama, dos Estados Unidos.

Especialistas apontam constantemente a relação entre a atividade do setor mineral e o desmatamento, e os números confirmam o fato. No intervalo entre outubro de 2018 e dezembro de 2022, por exemplo, o desmatamento resultante do garimpo ilegal na TI Yanomami subiu 309%, de acordo com levantamento elaborado pela Hutukara Associação Yanomami. Em dezembro de 2022, a área devastada era de 5.053,82 hectares, ante 1.236 hectares detectados no início do monitoramento.

Um dos aspectos que surgem em meio às discussões que permeiam o relatório diz respeito ao deslocamento das escavadeiras. Para o Greenpeace, é possível rastrear as máquinas. No caso da Hyundai HCE Brasil, a ONG informa que dispõe de um sistema de gerenciamento remoto, chamado Hi Mate, que utiliza GPS para coletar dados. A ferramenta também seria capaz de emitir um comando para interromper o funcionamento das máquinas. E é isso que a ONG cobra das empresas fabricantes das escavadeiras: que a indústria pare de vender unidades que sejam usadas para o garimpo ilegal e paralise as máquinas, quando estiverem trabalhando com tal objetivo, ao serem localizadas nesse contexto.

De acordo com o relatório, as máquinas encontradas começaram a ser vistas na Terra Yanomami a partir do segundo semestre do ano passado. Quatro delas foram achadas em uma estrada clandestina. Perto do local, vive um grupo de indígenas em isolamento voluntário. “Como se vê, o garimpo ilegal está investindo na construção de rodovias dentro de florestas intactas para levar as escavadeiras para o interior dos territórios indígenas”, alerta a ONG.

“A introdução dessas máquinas ajuda a explicar a expansão muito rápida e muito violenta dessa atividade [garimpo ilegal] na Amazônia”, disse o diretor de programas do Greenpeace Brasil, Leandro Ramos, à Agência Brasil.

A reportagem entrou em contato com a Hyundai, mas a empresa não deu retorno até a publicação desta matéria.

Edição: Nádia Franco

Por:Obserador Regional

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque APP

Inteligência artificial está substituindo humanos mais rápido do que você pensa, mostra pesquisa

Publicado em

em

Mais da metade (61%) das grandes empresas norte-americanas planeja usar a inteligência artificial no próximo ano para automatizar tarefas realizadas por humanos, de acordo com uma pesquisa feita com executivos divulgada nesta quinta-feira (20).

Nenhuma tarefa escapou: elas vão desde pagar fornecedores e fazer faturas até relatórios financeiros, afirmou o levantamento realizado pela Universidade Duke e pelas unidades do Federal Reserve de Atlanta e Richmond.

Isso se soma às tarefas criativas para as quais algumas empresas já contam com a ajuda do ChatGPT e de outros chatbots de IA, incluindo a elaboração de anúncios de emprego, a redação de comunicados à imprensa e a construção de campanhas de marketing.

As conclusões mostram que as empresas estão cada vez mais recorrendo à IA para cortar custos, aumentar os lucros e tornar seus trabalhos mais produtivos.

“Não é possível administrar uma empresa inovadora sem considerar seriamente essas tecnologias. Você corre o risco de ficar para trás”, disse à CNN o professor de finanças da Duke, John Graham, diretor acadêmico da pesquisa, em entrevista por telefone.

Por que as empresas estão buscando a IA?

Parte disso já está acontecendo – especialmente entre empresas maiores que têm poder financeiro para experimentar IA.

Quase 60% de todas as empresas (e 84% das grandes empresas) inquiridas afirmaram que, durante o ano passado, já recorreram a software, equipamento ou tecnologia, incluindo IA, para automatizar tarefas que os funcionários realizavam anteriormente. A pesquisa foi realizada entre 13 de maio e 3 de junho.

Os chefes estão recorrendo à IA por vários motivos, inclusive para reduzir o que gastam com trabalhadores humanos.

A Pesquisa CFO descobriu que as empresas afirmam que estão usando a automação para aumentar a qualidade dos produtos (58% das empresas); aumentar a produção (49%), reduzir os custos trabalhistas (47%) e substituir trabalhadores (33%).

Ainda assim, a boa notícia para os trabalhadores é que alguns especialistas não acreditam que a IA causará perda de empregos em massa, pelo menos não imediatamente.

“Não creio que haverá muita perda de empregos neste ano”, disse Graham. “No curto prazo, vai ser mais sobre tapar alguns buracos e possivelmente de não contratar alguém que de outra forma contrataria – mas não de despedir alguém. Em parte, isso se deve ao fato de ser totalmente novo.”

Copilotos dos humanos

No entanto, os trabalhadores sentirão o impacto da adoção da IA – se é que já não sentem.

“Isso poderia dar aos humanos mais tempo para priorizar o que é mais importante e gratificante”, disse Graham.

Reid Hoffman, investidor bilionário e cofundador do LinkedIn, disse à CNN que a IA provavelmente irá perturbar alguns empregos, mas não no futuro imediato.

“Anos, não décadas, mas anos, não meses”, disse Hoffman, referindo-se ao momento em que a IA substituirá os humanos. “Acredito que em três a cinco anos, todos teremos uma espécie de agente copiloto que nos ajudará em qualquer coisa, desde como preparamos o jantar até fazer seu trabalho e escrever e assim por diante.”

Hoffman, que no ano passado escreveu um livro chamado “Impromptu: Amplifying Our Humanity Through AI” com a ajuda do ChatGPT-4, reforçou que pelos próximos anos a tecnologia funcionára como um copiloto, não um piloto.

“É a transformação do trabalho. Os empregos humanos serão substituídos – mas serão substituídos por outros humanos usando IA”, disse ele. “A ideia é o humano usar a IA, enquanto ela aprende e faz acontecer.”

Inflação

Por enquanto, patrões e empregados continuam preocupados com o custo de vida e com as pressões inflacionárias.

A pesquisa concluiu que a inflação é a segunda preocupação para o próximo ano entre os diretores financeiros dos EUA – atrás apenas da preocupação relacionada com as taxas de juro e a política monetária.

A maioria dos CFOs (57%) espera que o preço dos seus produtos aumente este ano a um ritmo mais rápido do que o normal.

No entanto, houve uma divergência nas perspectivas de inflação com base na adoção da tecnologia. O levantamento descobriu que as empresas que implementaram a automação nos últimos 12 meses esperam aumentos de preços mais lentos do que aquelas que não o fizeram.

Graham, da Duke, disse que a IA poderia eventualmente ajudar a moderar os aumentos de preços, mas não está otimista de que será uma força importante para aliviar a inflação neste momento.

“Não parece que será a cura no próximo ano”, disse ele.

Riscos

A pesquisa ainda mostra a rapidez com que as empresas estão recorrendo à IA – mesmo quando a regulamentação sobre a tecnologia ainda está sendo montada.

A rápida adoção da IA ​​em alguns setores, como o financeiro, preocupou alguns.

A secretária do Tesouro norte-americano, Janet Yellen, alertou num discurso no início deste mês que a utilização da IA ​​pelas empresas financeiras apresenta “tremendas oportunidades e riscos significativos”.

Um relatório divulgado na semana passada pelo senador democrata Gary Peters, presidente do Comitê de Segurança Interna e Assuntos Governamentais dos Estados Unidos, concluiu que a regulamentação existente “aborda de forma insuficiente” a forma como os fundos de cobertura já estão utilizando a IA.

O relatório alertou que “não há regulamentos ou requisitos” que determinem “quando e se um ser humano deve estar envolvido na tomada de decisões, inclusive relacionadas a decisões comerciais”.

Graham disse que seria sensato que as empresas de todos os setores tivessem sistemas fortes de gestão de risco e redundâncias enquanto experimentam IA.

“Houve uma rápida adoção da IA”, disse ele. “Espero que isso esteja sendo feito com cautela. Haverá algumas situações em que as empresas terão produtos embaraçosos ou situações na cadeia de abastecimento porque agiram um pouco rápido demais.”

Fonte: CNN

Continue lendo

Destaque APP

Quina de São João 2024: veja os números sorteados neste sábado

Publicado em

em

A Caixa Econômica Federal realizou, neste sábado (22), o sorteio do concurso 6462 da Quina de São João. O prêmio é de R$ 229.916.465,19.

Os números sorteados na Quina de São João foram: 21-38-60-64-70

Por ser um concurso especial das Loterias Caixa – como o é a Mega da Virada, a Mega-Sena sorteada em 31 de dezembro –, o prêmio da Quina de São João não acumula.

Ganhadores

Três apostas acertaram os cinco números sorteados e levarão R$ 76,6 milhões, cada uma:

  • Uma, realizada em uma lotérica em Gouveia (MG);
  • Outra, em uma lotérica em Viamão (RS);
  • E uma terceira, em uma lotérica em São José do Rio Preto (SP);

A aposta ganhadora do Rio Grande do Sul é simples — ou seja: o sortudo leva todo o prêmio.

Já as de Minas Gerais e de São Paulo são de bolões — um de 10 cotas e outro, de 18, respectivamente.

Cada cota do bolão mineiro vale cerca de R$ 7,7 milhões. Já a do paulista, R$ 4,3 milhões.

1.714 apostas acertaram quatro dos cinco números e levam R$ 11 mil em premiação, cada uma.

144.635 acertaram três dos números sorteados e podem resgatar um prêmio de R$ 124,64, e 3.833.840 apostas, devido a dois acertos, levam um prêmio de R$ 4,70.

Fonte: CNN

Continue lendo

Destaque APP

Donos de cartão de crédito poderão transferir faturas para outros bancos a partir de julho

Publicado em

em

A partir de 1º de julho, os donos de cartão de crédito poderão transferir o saldo devedor da fatura para uma instituição financeira que oferecer melhores condições de renegociação.

É que entrará em vigor uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) – aprovada em dezembro do ano passado – que busca diminuir o endividamento e melhorar a capacidade de o consumidor se planejar.

A resolução é a mesma que, desde janeiro, limitou os juros do rotativo do cartão de crédito a 100% da dívida. Não estava prevista na lei do programa Desenrola a portabilidade do saldo devedor da fatura, que foi aprovada na última reunião do CMN do ano passado.

Operação de crédito

A medida também vale para os demais instrumentos de pagamento pós-pagos, modalidades nas quais os recursos são depositados para pagamento de débitos já assumidos.

A proposta da instituição financeira deve ser realizada por meio de uma operação de crédito consolidada (que reestruture a dívida acumulada). Além disso, a portabilidade terá de ser feita de forma gratuita. Caso a instituição credora original faça uma contraproposta ao devedor, a operação de crédito consolidada deverá ter o mesmo prazo do refinanciamento da instituição proponente. Segundo o Banco Central (BC), a igualdade de prazos permitirá a comparação dos custos.

Fonte: CNN

Continue lendo