Conecte-se conosco

Destaque APP

INQUÉRITO POLICIAL CONCLUI QUE INCÊNDIO QUE MATOU 11 PESSOAS EM CARAZINHO FOI ACIDENTAL

Publicado em

em

A polícia civil encerrou o inquérito sobre o incêndio ocorrido na noite de 26 de março de 2022 no Centro de Tratamento para Dependentes Químicos de Carazinho (Cetrat) que resultou em 11 mortos e três feridos.

Em entrevista nesta terça-feira (10), a delegada Rita Felber De Carli informou que a perícia afastou a pane elétrica como causa do incêndio. Segundo o IGP, através de laudo pericial, os peritos concluíram, “amparados tecnicamente nos vestígios encontrados no local; na grande destruição constatada na edificação, associado aos demais elementos de ordem técnica que revestem o presente laudo, apontaram como causa compatível para o início das chamas a ação de corpo ignescente sobre material combustível presente nos dormitórios à direita e posterior, onde se deu o foco inicial do incêndio. O foco do incêndio ocorreu junto do acesso aos dormitórios, contribuindo para que as vítimas não conseguissem evadir do local, devido às chamas no único caminho para saída. As janelas dos dormitórios eram do tipo basculante, também impedindo a fuga das vítimas”.

A delegada explicou que “corpo ignescente” é algo capaz de iniciar chama, principalmente através de forma térmica, como exemplos fósforo, isqueiro, vela, bituca de cigarro.

Conforme a perícia, pelas evidências do local, não havia material inflamável armazenado no bloco onde seria os dormitórios, e ao buscar esclarecer as causas do incêndio, os peritos afastaram como causa a pane elétrica e a ação humana praticada por alguém de fora do local incendiado.

Ainda, todos os internos do aposento onde o fogo em tese iniciou e nos aposentos mais próximos deste local e da porta que servia como único acesso, entrada e saída, morreram no local. Portanto, o evento que deu início ao incêndio aconteceu dentro do imóvel, possivelmente de forma acidental ou culposa.

Como o incêndio aconteceu à noite, quando todos os internos já dormiam, demorou um pouco para ser percebido, fato que impossibilitou a evacuação de todos do local pela única saída, situação agravada pelas janelas em formato basculantes.

De acordo com a delegada Rita o Cetrat estava com as licenças e autorizações para funcionar em dia.

O Programa de Prevenção de Incêndio, PSPCI Simplificado, estava em dia válido até 14 de junho de 2026, e era o modelo adequado de programa de prevenção a ser adotado pela empresa, tanto em função das atividades desenvolvidas pelo Cetrat, como em razão da área construída, fato confirmado pelos Bombeiros.

Enfim, conforme o inquérito, a ação ou omissão humana, acidental, dolosa ou culposa que deu causa ao incêndio foi praticada por alguém que estava dentro do imóvel e que acabou sendo morta carbonizada, juntamente com todas as demais vítimas.

Diante da prova produzida e especialmente do resultado das perícias realizadas pelo IGP, a investigação foi concluída e o inquérito está sendo remetido ao Poder Judiciário sem indiciamentos.

FALTA UMA IDENTIFICAÇÃO

A delegada Rita informou, ainda, que falta a identificação de um dos corpos das 11 vítimas que morreram carbonizadas, mas que seguramente é um da lista composta por: IDEMAR DOS REIS, SEBASTIÃO DOS SANTOS, DEIVE DEA SILVA, ADAIR JOSÉ LANGARO NASCIMENTO, AVELINO TIMM, CESAR DUTRA DE ANDRADE, GILBERTO ALMEIDA DE OLIVEIRA, GILBERTO SOARES DOS SANTOS, LUCIANO SERAFIM LEMOS, OSCAR DURANTI e LUIZ EDUARDO RIBEIRO.

Fonte:Portal Asinck

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque APP

Corpo é localizado na BR-101 com celular e documento de identidade de mulher desaparecida em Torres

Publicado em

em

A carteira de identidade de Tayna da Silva Rosa, 27 anos, e um celular foram encontrados no bolso da calça de um corpo encontrado nas proximidades da BR-101 na manhã desta quinta-feira (22), em Torres, no Litoral Norte. A Polícia Civil afirma que a vestimenta também é parecida com a que Tayna usava quando foi vista pela última vez, em 2 de fevereiro, mas que é necessário exame de DNA para confirmar a sua identidade.

“Embora todos os indícios nos levam a crer ser o corpo e da Tayna, será realizado o DNA do corpo para confirmação” cita trecho de nota divulgada pela Polícia Civil.

Tayná foi vista pela última vez por volta de 8h30min da manhã do dia 2, quando passava em frente a um posto de combustíveis localizado na Vila São João, em Torres. O local fica a cerca de dois quilômetros da casa onde ela vivia com o marido e os filhos há três meses.

A principal hipótese da Polícia Civil para o caso é de suicídio.

Procure ajuda

Caso você esteja enfrentando alguma situação de sofrimento intenso ou pensando em cometer suicídio, pode buscar ajuda para superar este momento de dor. Lembre-se de que o desamparo e a desesperança são condições que podem ser modificadas e que outras pessoas já enfrentaram circunstâncias semelhantes.

Se não estiver confortável em falar sobre o que sente com alguém de seu círculo próximo, o Centro de Valorização da Vida (CVV) presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato. O CVV (cvv.org.br) conta com mais de 4 mil voluntários e atende mais de 3 milhões de pessoas anualmente. O serviço funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados), pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil (confira os endereços neste link).

Você também pode buscar atendimento na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no telefone 192, ou em um dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Estado. A lista com os endereços dos CAPS do Rio Grande do Sul está neste link.

Fonte: Gaúcha ZH

Continue lendo

Destaque APP

Manhã de sexta começa com acidente entre três caminhões

Publicado em

em

No início da manhã desta sexta-feira (23), três caminhões se envolveram em um acidente do tipo frontal na ERS-324, entre Casca e Paraí. O sinistro deixou cinco feridos e nenhum óbito, mas um envolvido ficou preso entre as ferragens.

Um dos caminhões transportava rações.

Os Bombeiros atenderam a ocorrência enquanto o Comando Rodoviário de Casca segue no local orientando o trânsito, que se encontra em meia pista.

Planalto News

Continue lendo

Destaque APP

SANTA MARIA | HOMEM É EXECUTADO A TIROS NA REGIÃO OESTE

Publicado em

em

A Brigada Militar (BM) foi acionada via ciosp para atender uma ocorrência de homicídio por disparos de arma de fogo no bairro Nova Santa Marta. Ao chegar na rua dos Pedreiros foi verificado que a vítima, identificada como Alan Rezes Cezar de 45 anos, estava aparentemente em óbito, caído dentro de casa, em uma peça nos fundos.

Foi realizado contato com o filho da vítima, e este relatou que estavam dentro de casa e escutaram alguém chamar, do portão, o irmão dele. Que então a vítima saiu para verificar, conversou com a pessoa, e quando a vítima estava retornando para a casa, ouviram os disparos de arma de fogo, e viu o pai passar correndo para dentro de casa. A testemunha foi até a vizinha para pedir socorro. Foi acionada o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que compareceu ao local e constatou o óbito, apresentando lesões no ombro, peito, costas e na coxa.

A BM isolou o local e foi acionada o Instituto Geral de Perícias (IGP), que compareceu ao local, bem como comunicada a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP).

Ninguém foi preso e o caso vai ser investigado. Santa Maria registra o 16° homicídio.

Santa Maria News

Continue lendo