Conecte-se conosco

Agricultura

Valor da Produção Agropecuária fecha 2022 em R$ 1,189 trilhão

Publicado em

em

Estimativa para 2023 é um índice 6,3% maior.

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) fechou 2022 em R$ 1,189 trilhão. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o valor é o segundo maior da série histórica, iniciada há 34 anos. O faturamento das lavouras foi R$ 814,77 bilhões e o da pecuária de R$ 374,27 bilhões.

Em nota técnica publicada ontem (16), a pasta destaca que o VBP de 2022 foi marcado por resultados positivos para diversos produtos, crescimento das exportações do agronegócio e dos preços agrícolas. Por outro lado, o fator que mais prejudicou o desempenho do setor foi a seca, especialmente na Região Sul e parte do Centro-Oeste, “que resultou em prejuízos aos agricultores causados por perdas de produção de soja, milho e feijão”.

“Também a pecuária foi afetada devido às perdas de suprimento, fornecido por produtos como milho, soja e outros”, diz o documento.

Os produtos que mais se destacaram no ano passado foram algodão, café, milho, trigo e leite. “Esses cinco produtos atingiram, nesse ano, o maior valor do VBP em todo o período histórico. Preços e quantidades produzidas foram os principais fatores que promoveram esses produtos”, explicou o Mapa.

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária no decorrer do ano, correspondente ao faturamento dentro do estabelecimento. É calculado com base na produção agrícola e pecuária e nos preços recebidos pelos produtores nas principais cidades do país dos 26 maiores produtos agropecuários nacionais.

O valor real da produção é obtido, descontada da inflação, pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A periodicidade é mensal com atualização e divulgação até o dia 15 de cada mês.

Estimativa para 2023

Para 2023, o VBP estimado é 6,3% maior que o de 2022, podendo chegar a R$ 1,263 trilhão. As lavouras devem ter um aumento real de 8,3% e a pecuária de 1,9%. “Apesar das expectativas serem boas, há riscos climáticos que podem novamente afetar a Região Sul do país. No Rio Grande do Sul e Santa Catarina secas afetaram em dezembro plantações de soja e milho em algumas regiões”, diz o Mapa.

Até o momento, os pontos mais relevantes deste ano são de recuperação do VBP da soja que deve atingir R$ 406,4 bilhões. Em segundo lugar, conforme a pasta, observa-se um melhor desempenho para a pecuária, pois os preços situam-se em melhor nível do que em 2022. “Isso pode fazer com que a pecuária traga este ano uma boa contribuição para a formação da renda da agropecuária”, explicou.

Os cinco primeiros produtos de destaque no VBP de 2023 são soja, milho, cana, café e algodão, que representam 83,7% do VBP das lavouras. Já café, algodão e trigo devem ter um desempenho menos favorável.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: Agência Brasil https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2023-01/valor-da-producao-agropecuaria-fecha-2022-em-r-1189-trilhao

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agricultura

Homem é preso em flagrante por abigeato em São Pedro do Sul

Publicado em

em

No inicio da madrugada desta terça-feira (5) policiais da Brigada Militar de São Pedro do Sul prenderam um homem em flagrante por crime de abigeato. De acordo com informações obtidas pela reportagem, a BM foi acionada via fone 190 de que havia movimentação suspeita em uma propriedade rural na localidade de Inhamandá, interior do município.

Ao fazer as buscas no campo, a guarnição visualizou entre quatro ou cinco pessoas carregando volumes nas costas. Ao fazer a abordagem, os suspeitos abandonaram os sacos que carregavam e fugiram em direção a cidade. Foi pedido apoio a outra viatura e um dos suspeitos foi preso. Ele foi levado a Delegacia de Polícia, onde foi ouvido e após conduzido ao presídio. Informações detalhadas sobre a ocorrência estaremos divulgando nas próximas horas.

Fonte: Gazeta Hoje

Por : Olho vivo Sta Maria

Continue lendo

Agricultura

Vamos falar de inovação na irrigação?

Publicado em

em

Na quinta-feira, dia 29 de fevereiro, a convite do Governo do Estado do RS, a Cotripal participou do lançamento da etapa 2 do Programa de Irrigação do Estado, que integra as ações do Supera Estiagem, com o objetivo de fomentar e desenvolver a irrigação no estado do Rio Grande do Sul.

A meta é aumentar a área irrigada em 100 mil hectares, um incremento de 33% das principais culturas de sequeiro, como milho e soja – elevando a produtividade das culturas e se aproximando da autossuficiência dos grãos. O subsídio a ser alcançado ao produtor é 20% do valor do sistema de irrigação a um teto de R$ 100 mil.

COTRIPAL NA VANGUARDA

Na oportunidade, a Cotripal apresentou ao Governo do Estado o seu Projeto de Irrigação – o primeiro desenvolvido por cooperativas gaúchas visando proporcionar essa ferramenta dentro das propriedades dos associados.

“Buscamos, como meta, aproximar as políticas do Governo do Estado aos interesses deste projeto, voltado para desenvolver e beneficiar o nosso produtor, visando aumentar a rentabilidade da sua propriedade, mitigando os efeitos das estiagens. Isso gera desenvolvimento e traz segurança para a cultura implantada pelo nosso associado, promovendo a sustentabilidade das propriedades”, destaca o vice-presidente Tiago Sartori.

➡️ O Projeto de Irrigação da Cotripal é acessível a todos os tamanhos de propriedade. E para isso, conta com o apoio de da indústria Fockink e entidades como a Emater/RS buscando, juntos, possibilitar e viabilizar o sistema para os produtores que disponham do recurso hídrico.

Fonte:Cotripal Panambi RS

SB Comunicações

Continue lendo

Agricultura

Para os produtores que plantam o futuro, a partir de hoje (04) todos os caminhos trazem à cidade de Não-Me-Toque, onde ocorre mais uma Expodireto Cotrijal.

Publicado em

em

Em sua 24ª edição, a exposição busca reunir agricultores, pecuaristas, autoridades, pesquisadores e imprensa até a próxima sexta-feira, dia 8 de março.

Com o tema “Lugar de quem planta o futuro’’, a Expodireto Cotrijal se posiciona como o segundo lar daqueles que se dedicam aos negócios da terra, produtores e produtoras que não desistem diante dos desafios, sejam eles climáticos ou de mercado.

Por Uirapuru

Continue lendo