Conecte-se conosco

Destaque APP

Anvisa torna permanente entrega de remédio controlado em casa

Publicado em

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tornou definitiva a prática da entrega de medicamento controlado na casa dos pacientes. A medida foi autorizada durante a pandemia em caráter provisório.

No entanto, a agência alterou a quantidade máxima de remédios por receita para a entrega remota. Durante a pandemia, a quantidade havia sido ampliada, porém essa permissão perdeu a validade na semana passada.

Na pandemia, por exemplo, era permitida a entrega de 18 ampolas ou quantidade suficiente para seis meses de tratamento de medicamentos com controle especial. Agora, podem ser entregues cinco ampolas ou quantidade para 60 dias de tratamento.

>> Veja no site da Anvisa a quantidade permitida para outros tipos de medicamentos controlados.

Para fazer a entrega de medicamentos controlados em domicílio, farmácias e drogarias precisam cumprir algumas regras. São elas:

  • O estabelecimento deve buscar a receita médica ou receber em formato eletrônico antes de fazer a entrega;
  • As informações da receita devem ser checadas, como tipo, quantidade, validade. O farmacêutico deve orientar o paciente sobre os cuidados necessários;
  • Estabelecimento deve reter a via original da prescrição médica;
  • Farmácias e drogarias devem manter em seus sistemas dados dos pacientes para acompanhamento e fiscalização das autoridades sanitárias;
  • No momento da entrega do remédio, devem ser colhidas as assinaturas necessárias;
  • Estão autorizados a fazer entrega remota de medicamento controlado estabelecimentos privados, públicos e para programas governamentais.

Fonte: Agência |Brasil – Edição: Marcelo Brandão

Foto: Marello Casal

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque APP

Inusitado: Mulher devolve calcinha furtada em Lajeado após usar por uma hora

Publicado em

em

Uma loja do centro de Lajeado foi palco de um fato inusitado nesta semana, e o caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil. Conforme a ocorrência, duas mulheres entraram na loja para experimentar biquínis.

Quando elas saíram, a vítima percebeu que uma das moças saiu utilizando a calcinha de um dos biquínis, sem que tivesse sido devidamente adquirida. Ela notou a ausência da peça mais de 30 minutos depois, mas teve a sorte de avistar as suspeitas passando em frente à sua loja.

Ao abordá-las, questionou sobre o furto, obtendo inicialmente negativas. No entanto, pouco tempo depois, as jovens retornaram, pediram desculpas e devolveram a calcinha furtada. A vítima constatou que a suspeita já estava usando a peça por mais de uma hora. Diante da situação, a proprietária informou à jovem que a peça estava usada e, portanto, não poderia mais ser vendida. Exigiu que a suspeita pagasse pelo produto.

Diante da recusa em efetuar o pagamento, a vítima decidiu registrar a ocorrência policial, anexando imagens e vídeos do furto como prova. O caso, apesar de peculiar, ressalta a importância de manter a vigilância em estabelecimentos comerciais e a rápida resolução do incidente.

Fonte: Observador Regional

Continue lendo

Destaque APP

PRF prende duas mulheres por tráfico de drogas em Carazinho

Publicado em

em

Na noite desta segunda-feira (4), a Polícia Rodoviária Federal prendeu duas mulheres e apreendeu 61 quilos de maconha que estavam no porta-malas de um veículo. A ação ocorreu na BR 386 em Carazinho.

Durante atividade de combate ao crime, os PRFs abordaram um Nissan Versa com placas de Chapecó. Ao vistoriarem o bagageiro localizaram duas malas, em cujo interior encontraram 61 quilos de maconha.

A condutora possui 36 anos e é natural de Francisco Beltrão/PR. A passageira possui 39 anos e é natural de Santa Izabel do Oeste/PR.

Ambas foram presas e encaminhadas, juntamente com o veículo e o entorpecente, para a Polícia Civil.

Fonte: Observador Regional

Continue lendo

Cultura

Aos 79 anos, idosa já conheceu todos os países do mundo

Publicado em

em

Aos 79 anos, essa idosa tem história para contar: ela já conheceu todos os 199 países do mundo! A primeira viagem foi um intercâmbio para os Estados Unidos aos 23 anos, depois disso, ela nunca mais parou!

O intercâmbio nos EUA se transformou em um tour por todo o país e o desejo de viajar só aumentava. Um país era pouco para a pequena filipina, Luisa Yu. A paixão pelas viagens era tanta que, depois de trabalhar na área de tecnologia médica, ela abraçou uma outra profissão.

Luisa se tornou agente de viagens e com o novo trabalho, acabou tendo mais flexibilidade para viajar. E, apesar da idade, ela não tem medo de nada! “Mesmo que [alguns lugares fossem considerados]perigosos, eu disse: ‘Acho que posso fazer isso. Quero ver esses lugares [com] meus próprios olhos porque muita história e cultura aconteceu lá”, disse a mulher.

Quando era pequena, Luisa assistiu um filme no cinema. Era o pontapé inicial que precisava para rodar o mundo.

“Quando fui ao cinema, vi esse lindo cenário sobre a paisagem, a natureza, os rios, as montanhas, e isso me fascinou”, explica.

E a partir daí, ela estava destinada, queria conhecer outros lugares para além daquele que ela nasceu.

“É por isso que sempre pensei que um dia irei a esses lugares e viajarei”, conta.

O intercâmbio nos EUA veio com 21 anos.

Lá, como seu visto não permitia ela sair do país, decidiu fazer um tour pela terra do Tio Sam.

“Então decide pegar um ônibus Greyhound [empresa rodoviária norte-americana] e fazer um tour pelos Estados Unidos”.

E em 50 décadas ela conseguiu visitar os 193 países.

Ela visitou países como Irã, Itália, Tailândia, Líbia e muito mais.

Para ela, o melhor das viagens foram as recordações.

“Vi muitas coisas de pessoas diferentes, de suas vidas e de suas culturas – aprendi muito”, explicou.

E ela incentiva todos a fazerem o mesmo! “Eu sempre digo: ‘Não tenham medo, saiam, viagem. Não espera por ninguém porque se a oportunidade surgir, isso pode nunca mais acontecer”.

Para o último país, uma festa foi marcada pelos seus amigos.

Luisa completou a meta em 9 de novembro de 2023.

O último país era a Sérvia e seus amigos a convenceram de esperar para todos visitarem juntos!

“Eles disseram: ‘Você terá que vir para a Sérvia porque estaremos voando. Também somos muito próximos e vamos celebrar o seu último país”, contou.

Quando ela chegou no destino, eles organizaram uma comemoração incrível. Com direito a decoração com objetos de vários países, visitas e até mesmo uma placa.

Fonte: Observador Regional

Por: Só Notícia Boa com informações de Good Morning America.

Fotos: Luisa Yu

Continue lendo